Morre bebê israelense de mãe ferida em ataque a tiros na Cisjordânia

Sete israelenses ficaram feridos quando desconhecidos dispararam de um carro contra um grupo de pessoas perto do assentamento de Ofra

Tragédia: após ataque, mãe grávida de oito meses ficou em estado crítico (Reprodução/Getty Images)

Tragédia: após ataque, mãe grávida de oito meses ficou em estado crítico (Reprodução/Getty Images)

E

EFE

Publicado em 12 de dezembro de 2018 às 16h31.

Jerusalém - O bebê israelense nascido com assistência, depois que sua mãe grávida de oito meses ficou em estado crítico em um ataque com arma de fogo na Cisjordânia esta semana, morreu nesta quarta-feira em um hospital de Jerusalém, informou o site do jornal "Times of Israel".

Sete israelenses ficaram feridos no domingo quando desconhecidos dispararam de um carro com placa palestina contra um grupo de pessoas perto da entrada do assentamento judaico de Ofra, uma delas uma jovem de 21 anos grávida que foi transferida ao hospital Shaare Zedek.

Logo após o ataque, os médicos realizaram uma cesariana e conseguiram estabilizar o bebê, mas depois sua saúde piorou até entrar em estado crítico.

Por outro lado, sua mãe está estabilizada e fora do perigo, enquanto o pai também ficou levemente ferido no ataque.

As forças de segurança israelenses seguem buscando os atiradores no território ocupado da Cisjordânia e realizaram diversas batidas em povoados palestinos próximos ao local do ataque.

Mais de Mundo

Ordem judicial retira da oposição venezuelana o controle de um de seus maiores partidos

Equador captura líder criminoso foragido que ameaçou procuradora-geral

Polônia indica que poderia abrigar armas nucleares de outros membros da Otan para conter Rússia

Após prisões em Columbia, protestos contra a guerra em Gaza se espalham por universidades dos EUA

Mais na Exame