Mundo

Madeleine Mccann: principal testemunha do caso prestará novo depoimento; entenda

Helge Busching acusa o ex-amigo Christian Brueckner de ter sequestrado e estuprado a criança que desapareceu em Portugal em 2007

Helge Busching acusa o ex-amigo Christian Brueckner de ter sequestrado e estuprado a criança que desapareceu em Portugal em 2007 (Peter Macdiarmid/Getty Images)

Helge Busching acusa o ex-amigo Christian Brueckner de ter sequestrado e estuprado a criança que desapareceu em Portugal em 2007 (Peter Macdiarmid/Getty Images)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 28 de janeiro de 2024 às 11h25.

Helge Busching, considerado a testemunha crucial para o caso Madeleine Mccan, vai dar novo depoimento ao tribunal, segundo o jornal inglês The Sun. Ele foi a pessoa responsável por trazer evidências contra o alemão Christian Brueckner, principal suspeito do desaparecimento da menina. Madeleine sumiu em 2007, em um resort em Portugal, quando tinha três anos.

Busching e Brueckner se conheceram justamente em 2007, em Portugal, supostamente pouco depois do caso. Mas o então amigo denunciou Brueckner em 2018 ao descobrir gravações que exibiam o alemão estuprando uma senhora de 72 anos. Por causa dessa acusação, ele está preso hoje na Alemanha.

Em seguida, surgiram mais evidências de que Brueckner também teria violentado crianças, e assim a polícia começou a investigar a possibilidade dele ser o autor do sequestro de Madeleine, que nunca foi encontrada.

Segundo o The Sun, Busching teria dito à polícia que seu ex-amigo se gabou de ser um "mestre do crime" depois do sequestro de Madeleine. Já a defesa de Brueckner nega as acusações e afirma que Busching mentiu sobre as supostas gravações.

Em 2022, a promotoria alemã denunciou Brueckner, que já estava preso pelo estupro da senhora de 72 anos em 2005, de outros cinco crimes de violência sexual. A denúncia diz que o homem de 45 anos teria praticado "múltiplos crimes sexuais entre 28 de dezembro de 2000 e 11 de junho de 2017", incluindo o abuso sexual de cinco crianças.

No ano passado, em entrevista ao Bild, Busching contou detalhes de como o ex-amigo teria confessado o sequestro de Madeleine a ele. Busching destacou como ele teria "sangue frio" e que comentou que a criança não gritava depois de ser raptada.

Madeleine desapareceu em maio de 2007, aos três anos de idade. À época, Bruckner tinha 30. O desaparecimento da menina de Leicestershire, na Inglaterra, é um grande mistério até hoje. Ela sumiu em enquanto os pais, Kate e Gerry, jantavam amigos na Praia da Luz, em Portugal.

Acompanhe tudo sobre:Crime

Mais de Mundo

Convenção Republicana: da Ilha da Fantasia direto para a Casa Branca

Delta e American Airlines retomam voos após apagão online global

OMS confirma detecção do vírus da poliomielite no sul e no centro de Gaza

Europa está em alerta vermelho por intensa onda de calor com incêndios e invasões de gafanhotos

Mais na Exame