Acompanhe:

Jovem planejou massacre de Newtown por anos e buscou recorde

Adam Lanza tinha como objetivo superar o número de vítimas de outros tiroteios em massa, segundo policiais

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Pessoas prestam memórias às vítimas do tiroteio: a polícia acredita que Lanza elegeu uma escola primária porque era onde poderia encontrar menor resistência
 (©afp.com / Andrew Burton)

Pessoas prestam memórias às vítimas do tiroteio: a polícia acredita que Lanza elegeu uma escola primária porque era onde poderia encontrar menor resistência (©afp.com / Andrew Burton)

D
Da Redação

Publicado em 18 de março de 2013 às, 12h57.

Nova York - O autor do massacre escolar de Newtown (Connecticut, EUA), Adam Lanza, planejou a ação durante anos e tinha como objetivo superar o número de vítimas de outros tiroteios em massa, segundo indicaram fontes policiais citadas nesta segunda-feira pelo jornal "Daily News".

No tiroteio de Newtown, ocorrido em 14 de dezembro, morreram 20 crianças e seis adultos, além do autor, que previamente tinha matado sua mãe, Nancy, na casa na qual ambos viviam.

A polícia encontrou no quarto do jovem uma folha de 2,1 metros de comprimento e 1,2 de largura com cálculos, elaborada com uma impressora especial, com todos os tipos de detalhes de assassinatos em massa ou de tentativas de assassinato cometidos anteriormente.

A folha contém cerca de 500 nomes, números de vítimas e detalhes sobre as armas usadas (como modelos e fabricantes). Trata-se de uma investigação tão exaustiva que deve durar anos, segundo os agentes.


"Era a obra de um jogador de videogames, e (as autoridades) acham que seu objetivo era colocar seu nome no primeiro lugar da lista", afirmou ao jornal uma fonte policial que participou, na semana passada, em Nova Orleans, de uma convenção de chefes de polícia estaduais de EUA. Na ocasião, o coronel da polícia de Connecticut, Danny Stebbins, explicou alguns detalhes do massacre.

A polícia acredita que Lanza elegeu uma escola primária porque era onde poderia encontrar menor resistência e conseguir o maior número de vítimas mortais.

Lanza se suicidou um pouco antes da polícia chegar à escola Sandy Hook e os investigadores acham que isso também está relacionado com os videogames: no código de um jogador, "se outro te mata, tira seus pontos. Acham que é por isso que se matou", acrescentou a fonte.

Outros elementos de sua ação também são aprendidos nos videogames, como a chamada "recarga tática" (mudar de carregador antes de entrar em um quarto, inclusive se o que estiver usando não estiver vazio) ou a mudança de uma pistola quando teve um problema menor com o fuzil semi-automático AR-15 que usou inicialmente.

Os investigadores acham que a mãe do autor do massacre, que gostava muito de armas, permitiu a crescente obsessão de seu filho com os dispositivos e os jogos violentos sem perceber que começava a se transformar em um garoto perigoso.

Lanza, que sofria uma variante do autismo, tinha os vidros de sua janela cobertos de plástico para se isolar do mundo exterior, de modo que nem um raio de luz entrava em seu quarto.

A polícia de Connecticut deve divulgar um relatório completo sobre o tiroteio, mas uma porta-voz indicou nesta segunda à Agência Efe que ainda não há uma data prevista para sua publicação. 

Últimas Notícias

Ver mais
Haddad fala em parceria estratégica entre Brasil e Estados Unidos
Economia

Haddad fala em parceria estratégica entre Brasil e Estados Unidos

Há 3 horas

The Act: onde assistir online à verdadeira história bizarra de Gypsy Rose
Pop

The Act: onde assistir online à verdadeira história bizarra de Gypsy Rose

Há 4 horas

Chefes da Defesa de EUA e China se reúnem pela primeira vez em 18 meses
Mundo

Chefes da Defesa de EUA e China se reúnem pela primeira vez em 18 meses

Há 5 horas

Ela começou um negócio com US$ 1.000 num setor dominado por homens. Hoje, gere US$ 15 bilhões
seloNegócios

Ela começou um negócio com US$ 1.000 num setor dominado por homens. Hoje, gere US$ 15 bilhões

Há 6 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais