Acompanhe:

Israel mata 9 palestinos suspeitos de terrorismo

O Ministério de Saúde palestino ainda afirmou que as forças israelenses lançaram deliberadamente granadas de gás lacrimogêneo na ala pediátrica de um hospital, o que teria causado asfixia em algumas crianças

Modo escuro

Continua após a publicidade
Conflito árabe-israelense: o Exército de Israel nega que o ataque tenha sido deliberado (Ali Jadallah/Anadolu Agency/AFP)

Conflito árabe-israelense: o Exército de Israel nega que o ataque tenha sido deliberado (Ali Jadallah/Anadolu Agency/AFP)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 26 de janeiro de 2023 às, 14h57.

Última atualização em 26 de janeiro de 2023 às, 15h21.

O Exército de Israel matou nove palestinos, incluindo dois civis — um deles uma mulher idosa —, em uma incursão ao campo de refugiados de Jenin, no norte da Cisjordânia ocupada, nesta quinta-feira, 26, afirmaram testemunhas e médicos. Outros 15 palestinos ficaram feridos, quatro deles em estado grave. Não houve baixas entre os militares israelenses.

O Ministério de Saúde palestino ainda afirmou que as forças israelenses lançaram deliberadamente granadas de gás lacrimogêneo na ala pediátrica de um hospital, o que teria causado asfixia em algumas crianças.

O Exército de Israel nega que o ataque tenha sido deliberado. “A operação ocorreu relativamente perto de um hospital e é possível que o gás tenha entrado por uma janela aberta”, afirmou um porta-voz da organização à AFP.

Tel-Aviv diz que enviou suas forças especiais para Jenin para deter membros do grupo armado Jihad Islâmica suspeitos de terem planejado e levado a cabo uma série de ataques terroristas. Em nota, afirma que pelo menos um palestino foi detido durante a operação.

O Jihad Islâmica confirmou ter entrado em conflito com as tropas israelenses, que teriam adentrado a fundo no campo de refugiados — algo incomum dentro do local conhecido como reduto de militantes armados.

Outro grupo islâmico, o Hamas, declarou que seus homens também participaram dos enfrentamentos. Ambos os agrupamentos são considerados terroristas por Estados Unidos e União Europeia.

Trégua ameaçada

A quantidade de mortes decorrente do episódio — a maior em Jenin em anos — fez com que o Jihad Islâmica ameaçasse dar um fim à trégua negociada com Israel em agosto passado, após ataques na Faixa de Gaza deixarem mais de 40 palestinos mortos.

“Contatamos mediadores e afirmamos que o que está acontecendo em Jenin é uma guerra de Israel contra o povo palestino”, afirmou um porta-voz do Jihad Islâmica. “Se ela continuar, ela pode não se limitar só a Jenin.”

O Ministério de Saúde da Palestina afirmou que pelo menos 29 palestinos, entre soldados e civis, foram mortos por forças israelenses na Cisjordânia desde o início deste ano.

A pasta diz ter convocado uma reunião de emergência com Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

Jenin tem sido palco de sucessivas incursões de Israel ao longo do último ano. A violência contínua tem adiado ainda mais a realização de negociações sobre a criação de um estado Palestino patrocinadas pelos EUA.

O impasse também tem aumentado o apoio dos palestinos ao Hamas e ao Jihad Islâmica, que recusam a mera coexistência com Israel. Enquanto isso, o novo governo de ultradireita do primeiro-ministro Binyamin Netanyahu inclui membros opostos à criação de um Estado Palestino.

Últimas Notícias

Ver mais
Israel e Hamas indicam que não há acordo iminente, após Biden sinalizar trégua em breve
Brasil

Israel e Hamas indicam que não há acordo iminente, após Biden sinalizar trégua em breve

Há um dia

Biden espera cessar-fogo de 40 dias entre Israel e Hamas até a próxima segunda-feira
Mundo

Biden espera cessar-fogo de 40 dias entre Israel e Hamas até a próxima segunda-feira

Há 2 dias

Pela primeira vez desde início da guerra, Israel ataca posições do Hezbollah no Leste do Líbano
Mundo

Pela primeira vez desde início da guerra, Israel ataca posições do Hezbollah no Leste do Líbano

Há 3 dias

Judaísmo, cristianismo e Estado Laico: entenda divisões religiosas, étnicas e políticas de Israel
Mundo

Judaísmo, cristianismo e Estado Laico: entenda divisões religiosas, étnicas e políticas de Israel

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais