Acompanhe:

O primeiro grupo de palestinos detidos em prisões israelenses a ser libertado por volta das 16h desta sexta-feira será composto por 39 pessoas — 24 mulheres e 15 menores de idade do sexo masculino, informou o comissário da Palestina para prisioneiros, Qadura Fares, à Reuters.

Eles serão entregues ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha, na fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito. Em troca, serão libertados 13 reféns sequestrados pelo Hamas durante os ataques terroristas do dia 7 de outubro.

Ainda segundo Fares, o grupo é composto por moradores de Jerusalém e da Cisjordânia:

— Os de Jerusalém seguirão para Jerusalém e os da Cisjordânia irão se reunir no Conselho Municipal de Betunia, onde suas famílias estarão esperando — explicou à agência britânica.

Ao todo, o acordo anunciado no início desta semana prevê a libertação de 50 reféns na Faixa de Gaza e 150 palestinos detidos em prisões israelenses. Um cessar-fogo temporário também foi combinado entre as partes. Ele teve início às 7h (2h em Brasília) desta sexta-feira.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Governo da Autoridade Palestina renuncia e aumenta pressão sobre Abbas em plena guerra em Gaza
Mundo

Governo da Autoridade Palestina renuncia e aumenta pressão sobre Abbas em plena guerra em Gaza

Há 3 horas

Biden fará visita à fronteira entre EUA e México no mesmo dia que Trump
Mundo

Biden fará visita à fronteira entre EUA e México no mesmo dia que Trump

Há 3 horas

Dinamarca conclui investigação sobre sabotagem ao Nord Stream sem iniciar processo
Mundo

Dinamarca conclui investigação sobre sabotagem ao Nord Stream sem iniciar processo

Há 8 horas

Morre soldado dos EUA que ateou fogo ao próprio corpo diante da embaixada de Israel
Mundo

Morre soldado dos EUA que ateou fogo ao próprio corpo diante da embaixada de Israel

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais