Acompanhe:

Homem é interrogado por carta com veneno enviada a Obama

De acordo com autoridades americanas, homem, por enquanto, não pode ser considerado suspeito e é atual funcionário no Departamento de Defesa dos EUA

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Homem é interrogado pelo envio de cartas envenenadas ao presitende Obama e ao prefeito de NY, Michael Bloomberg
 (REUTERS/Jonathan Ernst)

Homem é interrogado pelo envio de cartas envenenadas ao presitende Obama e ao prefeito de NY, Michael Bloomberg (REUTERS/Jonathan Ernst)

D
Da Redação

Publicado em 31 de maio de 2013 às, 06h31.

Washington - As autoridades dos Estados Unidos interrogam um homem em relação às cartas com ricinina enviadas ao presidente Barack Obama e ao prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, informou nesta quinta-feira o canal 'NBC'.

O interrogatório é para averiguar se o homem, não considerado suspeito por enquanto, tem informação sobre as ameaças a Obama e Bloomberg, de acordo com a 'NBC', que cita fontes policiais anônimas.

Trata-se de um homem do Texas, veterano do Exército e atual funcionário civil no Departamento de Defesa.

Uma carta com ricinina dirigida a Obama foi recebida na quarta-feira e não chegou a entrar nas instalações da Casa Branca, indicou hoje o Serviço Secreto, que se encarrega da segurança do presidente.

A carta a Obama era similar a outras enviadas a Bloomberg e ao escritório de Washington que abriga a organização 'Prefeitos Contra as Armas', fundada e promovida pelo prefeito nova-iorquino.

Parte do texto das cartas dizia: 'Terá que matar a mim e a minha família antes de levar minhas armas'.

As três cartas foram enviadas em 20 de maio em Shreveport, Louisiana, e não tinham identificação de remetente. A polícia não encontrou impressões digitais nos documentos.

Segundo o canal 'CNN', o FBI (polícia federal americana) está na busca de outra carta similar enviada à Agência Central de Inteligência (CIA).

Em meados de abril, uma carta com a mesma substância venenosa foi enviada ao presidente americano e ao senador republicano Roger Wicker, ambas assinadas com a frase 'Sou KC e aprovo esta mensagem'.

A carta dirigida a Obama foi interceptada em uma agência dos correios durante um controle rotineiro, mas criou alarme por uma possível vinculação com os atentados de Boston, o que foi rapidamente descartado.

Uma terceira carta de aparência suspeita foi enviada ao gabinete do senador democrata Carl Levin em seu estado natal, Michigan. EFE

Últimas Notícias

Ver mais
Ataque em igreja na Austrália é tratado como terrorismo pelas autoridades
Mundo

Ataque em igreja na Austrália é tratado como terrorismo pelas autoridades

Há um dia

Como Clinton e Obama podem ajudar Biden na campanha?
Mundo

Como Clinton e Obama podem ajudar Biden na campanha?

Há uma semana

França: Macron refuta comentário russo sugerindo papel de Kiev e Paris em ataque a Moscou
Mundo

França: Macron refuta comentário russo sugerindo papel de Kiev e Paris em ataque a Moscou

Há uma semana

EUA emitiu alerta específico sobre ataque terrorista na Rússia, diz jornal
Mundo

EUA emitiu alerta específico sobre ataque terrorista na Rússia, diz jornal

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais