Mundo

Guterres reforça pedido por cessar-fogo em Gaza após morte de funcionário da ONU

O pedido veio após a notícia de que um veículo das Nações Unidas tinha sido atingido na Faixa de Gaza nesta segunda-feira

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 13 de maio de 2024 às 19h04.

Última atualização em 13 de maio de 2024 às 19h13.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, reforçou a urgência de um cessar-fogo imediato em Gaza, em uma publicação na tarde desta segunda-feira, 13, em seu perfil no X, antigo Twitter.

O pedido veio após a notícia de que um veículo das Nações Unidas tinha sido atingido na Faixa de Gaza nesta segunda-feira. Um funcionário da organização morreu e outro ficou ferido.

Guterres também reiterou seu apelo pela libertação de todos os reféns e condenou os ataques contra funcionários da ONU.

Ele lembrou que, até o momento, mais de 190 colaboradores da organização foram mortos em Gaza, no conflito contra Israel. "Os trabalhadores humanitários devem ser protegidos", afirmou.

Acompanhe tudo sobre:ONUFaixa de Gaza

Mais de Mundo

Trump pede apoio de evangélicos nas eleições de novembro

Bombardeio aéreo russo atinge prédio residencial e deixa três mortos e 37 feridos, afirma Ucrânia

Egito quer penalizar empresas turísticas pelas mortes de peregrinos em Meca

Governo colombiano inicia diálogo com dissidência das Farc

Mais na Exame