Furacão Ian atinge Cuba com ventos de até 205 km por hora

O governo cubano declarou alerta em várias províncias
Alguns minutos antes de o furacão chegar a Cuba, o NHC elevou o Ian a categoria 3 (afp/AFP)
Alguns minutos antes de o furacão chegar a Cuba, o NHC elevou o Ian a categoria 3 (afp/AFP)
E
Estadão Conteúdo

Publicado em 28/09/2022 às 09:10.

Última atualização em 28/09/2022 às 09:18.

O furacão Ian chegou a Cuba nesta terça, 27, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, em inglês). Cerca de 38 mil pessoas foram retiradas de suas casas na região de Pinar del Río onde a tempestade atingiu o solo. Alguns minutos antes de o furacão chegar a Cuba, o NHC elevou o Ian a categoria 3: a tempestade registra ventos de 185 km/h, com rajadas até 205 km/h.

O governo cubano declarou alerta em várias províncias. Na segunda-feira, os moradores de Havana formaram longas filas para conseguir alimentos. Pescadores interromperam os trabalhos e protegeram os barcos. Em San Juan y Martínez, município vizinho a Pinar del Río e importante produtor de folha de tabaco para charutos, os produtores também adotaram precauções extremas.

Em seguida, o furacão deve seguir para os EUA. No Estado da Flórida, os moradores já se preparam para a chegada do Ian, após um alerta do NHC. O governador, Ron DeSantis, declarou estado de emergência em 67 condados e as autoridades se preparam para cortes de energia elétrica.

Quase mil membros da Guarda Nacional da Flórida se uniram aos 2 mil homens dos Estados de Tennessee, Geórgia e Carolina do Norte para ajudar a combater a destruição do Ian, segundo DeSantis.

Veja também: 

Vazamento de gasodutos russos pode virar desastre ‘sem precedentes’

Vazamentos de gás do Nord Stream pode ser ação deliberada, dizem analistas