França vai exigir passaporte de vacinação para pontos turísticos

Em meio à preocupação com a variante Delta, França endureceu medidas para não vacinados, além de passar a obrigar que profissionais de saúde se vacinem

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta segunda-feira (12) que a vacinação contra a covid-19 será a partir de agora obrigatória para todos os profissionais de saúde, funcionários de casas de repouso e aqueles que trabalham com pessoas vulneráveis.

“Eles terão até 15 de setembro para serem vacinados”, sob pena das sanções, alertou. "Nosso país enfrenta um aumento da epidemia em todo o nosso território, tanto na França continental quanto no exterior", disse Macron. “A situação está sob controle, mas se não agirmos agora o número de casos aumentará significativamente e provocará um aumento nas internações”, acrescentou.

O presidente francês também anunciou que será obrigatório a partir de agosto apresentar certificado de vacinação ou teste de covid negativo para entrar em restaurantes, cafés, shopping centers, hospitais, aviões e trens.

Da mesma forma, a partir de 21 de julho, todas as pessoas com mais de 12 anos que desejem ingressar em "locais de lazer e cultura" com mais de 50 pessoas, como cinemas ou teatros, devem apresentar esse certificado, explicou Macron em discurso transmitido pela TV.

Os anúncios representam uma mudança de estratégia do governo francês após vários meses de levantamento progressivo das restrições e ressaltam as preocupações sobre a disseminação da variante Delta, mais contagiosa.

Uma pesquisa do instituto Odoxa-Backbone para a rádio France Info e o jornal Le Figaro realizada no começo deste mês, mostrou que 58% dos franceses são favoráveis à vacinação obrigatória, contra 38% em novembro passado. No caso dos profissionais da saúde e cuidadores, 72% dos entrevistados consideram a imposição adequada.

O número de novos casos na França disparou para cerca de 4.200 por dia, de acordo com os últimos dados oficiais disponíveis, embora o número de mortes em hospitais continue baixo. Cerca de 7.000 pessoas com covid-19 estão hospitalizadas na França.

Grécia também impõe vacinação obrigatória a profissionais da saúde

A vacinação de todos os profissionais da saúde será obrigatória na Grécia, anunciou o primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, em um discurso à nação, para encorajar a imunização contra a propagação da variante Delta da covid-19.

Todas as pessoas que trabalham em lares de idosos terão que ser vacinadas até 16 de agosto, caso contrário, não poderão trabalhar, informou o primeiro-ministro.

A partir de 1º de setembro, a vacinação do pessoal médico é obrigatória nos setores público e privado, quando 99% das pessoas intubadas são pessoas não vacinadas.

Diante da disseminação da variante Delta, o governo grego decidiu agir e encorajar o maior número possível de pessoas a se vacinar.

Três em cada quatro gregos com mais de 60 anos estão vacinados, acrescentou o primeiro-ministro. São 4,3 milhões de pessoas com as duas vacinas em uma população de 10,7 milhões de habitantes.

Na segunda-feira, a Grécia teve cerca de 2.000 novos casos de coronavírus, em comparação com apenas 800 na semana anterior. Mais de 12.000 pessoas morreram de coronavírus no país.

Com informações da AFP.

  • Quer saber tudo sobre o ritmo da vacinação contra a covid-19 no Brasil e no Mundo? Assine a EXAME e fique por dentro.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também