Festival de carne de cães e gatos na China revolta ativistas

Apesar de ser permitido por lei naquele país, festival anual provoca revolta nas redes sociais

São Paulo - Todos os anos, durante o mês de Junho, milhares de cães e gatos são mortos, cozidos e comidos na cidade de Yulin, na província de Guangxi, ao sul da China.

Os animais abatidos são o menu principal do festival anual de carne de cães e gatos da cidade.

Todos os anos, ativistas da China e de várias partes do mundo protestam contra a prática, que é considerada legal naquele país.

Neste ano, centenas de tuítes têm sido postados usando a hashtag # StopYulin2015. 

Eles dizem que o comércio de carne de cão é ilegal, não regulamentado e cruel. Muitos afirmam que os animais abatidos são bichos de estimação roubados ou animais 'vadios' e doentes. 

Uma das vozes mais fortes é a do grupo americano de defesa dos animais Duo Duo. A entidade lançou uma petição no site Change.org (que já recebeu mais de 215 mil assinaturas) pedindo o cancelamento do evento, além de uma campanha em vídeo no You Tube.

No vídeo, cães e gatos são mantidos em gaiolas apertadas sem quase nenhum espaço para respirar. 

Veja abaixo a campanha. AVISO: as imagens são fortes.

 Nas redes sociais, centenas de pessoas condenam a realização do festival, que acontece no próximo dia 21. Veja alguns dos tuítes:

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.