Mundo

EUA são afetados por nova maré negra

Chicago - Cerca de quatro milhões de litros de petróleo foram derramados em um rio do estado de Michigan (norte dos Estados Unidos), depois da ruptura de um oleoduto. A Agência de Proteção do Meio Ambiente dos Estados Unidos (EPA) indicou nesta quarta-feira (28), em um comunicado, que o vazamento começou na segunda-feira, quando um […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h37.

Chicago - Cerca de quatro milhões de litros de petróleo foram derramados em um rio do estado de Michigan (norte dos Estados Unidos), depois da ruptura de um oleoduto.

A Agência de Proteção do Meio Ambiente dos Estados Unidos (EPA) indicou nesta quarta-feira (28), em um comunicado, que o vazamento começou na segunda-feira, quando um oleoduto de 76 centímetros de diâmetro, pertencente à empresa canadense Enbridge Inc, se rompeu derramando óleo no arroio Talmadge.

Segundo a empresa, o oleoduto foi fechado, detendo assimo vazamento de petróleo. Uma investigação está em curso para determinar as causas do acidente.

"Nós nos comprometemos a limpar minuciosamente o lugar o mais rápido possível", afirmou a Enbridge.

A EPA indicou que está acompanhando todos os aspectos de limpeza da contaminação, que se estende ao longo de 50 km do rio Kalamazoo, em zonas pantanosas, residenciais e industriais.

"É uma maré negra importante que pode potencialmente degradar uma via de água essencial e ameaçar a saúde pública", declarou a diretora da EPA, Lisa Jackson.

Acompanhe tudo sobre:EnergiaEstados Unidos (EUA)Países ricosPetróleoPoluição

Mais de Mundo

Por que Putin gosta de viajar em aviões russos antigos?

Novas pesquisas preveem vitória trabalhista histórica nas eleições britânicas

Líder do Hezbollah diz que 'nenhum lugar' de Israel estará a salvo em caso de guerra

Governo Milei nega 'pacto de impunidade' com Bolsonaro por foragidos do 8 de janeiro

Mais na Exame