Mundo

Dia D faz 80 anos: entenda a data que mudou o rumo da Segunda Guerra Mundial

Trata-se da maior operação militar da história, quando tropas de EUA, Reino Unido e Canadá surpreenderam as forças nazistas ao invadirem as praias da Normandia

Operação Overlord foi a maior ação militar da história

Operação Overlord foi a maior ação militar da história

Publicado em 6 de junho de 2024 às 09h21.

Esta quarta-feira marca os 80 anos do chamado Dia D, maior operação militar da história, quando tropas de EUA, Reino Unido e Canadá surpreenderam as forças nazistas ao invadirem as praias da Normandia, na França, mudando o curso da Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Cerca de 150 mil homens, transportados em 5.300 embarcações, além de 1.200 tanques e cerca de 12 mil aeronaves, participaram da Operação Overlord, como também ficou conhecida a ação militar.

Forças de vários outros países também estavam envolvidas, incluindo tropas francesas lutando com o general Charles de Gaulle. Os Aliados enfrentaram cerca de 50 mil forças alemãs.

As praias onde os desembarques foram realizados receberam os nomes de Omaha, Utah, Juno, Gold e Sword.

Mais de 2 milhões de soldados, marinheiros, pilotos e médicos estiveram envolvidos no Dia D.

Um total de 4.414 pessoas das forças aliadas foram mortas no próprio Dia D, incluindo 2.501 americanos. Mais de 5.000 ficaram feridos.

E por que o Dia D é um marco histórico?

O desembarque na Normandia criou um segundo campo de batalha na Europa Ocidental, forçando a Alemanha nazista a dividir suas forças entre o front oriental (contra a União Soviética) e o front ocidental (contra os Aliados).

Com isso, a Alemanha, principal potência do Eixo (formado também por Itália e Japão) precisou realocar recursos para defender o território francês que havia invadido. Isso enfraqueceu a posição nazista em outros lugares.


Mesmo com esses problemas, as tropas de Hitler conseguiram resistir por dois meses na Normandia, até o início de agosto.

O Dia D também "preparou o terreno" para outras ofensivas contra Berlim, tomada pelos soviéticos em abril de 1945, quase 10 meses depois do Dia D.

A rendição total do regime hitlerista aconteceu em 8 de maio de 1945, na cidade francesa de Reims. Adolf Hitler havia se matado dias antes, em 30 de abril do mesmo ano.

Um total de 4.414 tropas aliadas foram mortas no próprio Dia D, incluindo 2.501 americanos. Mais de 5.000 ficaram feridos.

O que esperar da data?

Veteranos e líderes de todo o mundo, como o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, estão reunidos na Normandia. Biden passará cinco dias na França e fará um reunião formal com o presidente Emmanuel Macron. O democrata também ter conversas com presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, sobre os últimos esforços do Ocidente para ajudar Kiev no confronto com a Rússia.

Também houve comemorações na Inglaterra, com a presença da família real britânica e de veteranos de guerra em Portsmouth.

Acompanhe tudo sobre:Guerras

Mais de Mundo

Brasil é 3º país mais inseguro da América do Sul, diz Global Peace Index

Candidato à presidência denuncia 'prisão arbitrária' de assistentes na Venezuela

Pequeno município no leste da China desenvolve indústria panificadora bilionária

Após escândalo com PwC na China, KPMG e EY assumem auditorias no país

Mais na Exame