Acompanhe:

Coreia do Norte dispara "vários" mísseis de cruzeiro, diz Exército sul-coreano

As agências de inteligência da Coreia do Sul e dos Estados Unidos "estão realizando uma análise detalhada

Modo escuro

Continua após a publicidade
Coreia do Norte: ao contrário dos mísseis balísticos, os testes de mísseis de cruzeiro não são proibidos pelo regime de sanções da ONU contra a Coreia do Norte (Heo Ran/Reuters)

Coreia do Norte: ao contrário dos mísseis balísticos, os testes de mísseis de cruzeiro não são proibidos pelo regime de sanções da ONU contra a Coreia do Norte (Heo Ran/Reuters)

A Coreia do Norte disparou vários mísseis de cruzeiro nesta terça-feira, 30, em direção a sua costa oeste, informou o Exército da Coreia do Sul, no mais recente teste armamentista executado por Pyongyang.

O Exército da Coreia do Sul "detectou vários mísseis de cruzeiro desconhecidos lançados no Mar do Oeste da Coreia do Norte às 7H00 (19H00 de Brasília, segunda-feira)", afirmou o Estado-Maior Conjunto do país em um comunicado.

As agências de inteligência da Coreia do Sul e dos Estados Unidos "estão realizando uma análise detalhada", acrescenta a nota.

"Nosso Exército está cooperando estreitamente com o dos Estados Unidos, ao mesmo tempo que fortalece o acompanhamento e a vigilância, além de monitorar de perto as atividades norte-coreanas", completa o comunicado.

Ao contrário dos mísseis balísticos, os testes de mísseis de cruzeiro não são proibidos pelo regime de sanções da ONU contra a Coreia do Norte.

Os mísseis de cruzeiro geralmente operam com um sistema de retropropulsão e voam a uma altitude menor do que os mísseis balísticos, o que dificulta a detecção e interceptação.

Relação entre Coreias

As relações entre as duas Coreias sofreram uma acentuada deterioração nos últimos meses, com a suspensão de acordos para conter a tensão, o aumento da vigilância na fronteira e exercícios com munição real perto da linha que divide a península.

Pyongyang acelerou os testes de armas desde o início do ano. Nas últimas semanas, o regime anunciou que testou um "sistema de arma nuclear subaquático" e um míssil balístico hipersônico de combustível sólido.

Na segunda-feira, a imprensa estatal norte-coreana informou que o líder Kim Jong Un supervisionou o lançamento de um míssil de cruzeiro estratégico a partir de um submarino.

Pyongyang também reivindicou o primeiro teste de uma nova geração de mísseis de cruzeiro.

"Acreditamos que a Coreia do Norte iniciou a produção em larga escala de mísseis de cruzeiro solicitados pela Rússia", declarou à AFP Ahn Chan-il, desertor que se tornou analista e dirige o Instituto Mundial de Estudos Norte-Coreanos.

Estados Unidos e Coreia do Sul acusam o Norte de fornecer armas para a Rússia utilizar em sua guerra contra a Ucrânia, apesar das sanções da ONU que proíbem tais acordos.

"Parece que estão realizando (...) experimentos com este mísseis no mar", disse Ahn.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Petróleo sobe em meio a risco de ataque iraniano a Israel
seloMercados

Petróleo sobe em meio a risco de ataque iraniano a Israel

Há 14 horas

Israel afirma ter interceptado dois drones explosivos que Hezbollah lançou a partir do Líbano
Mundo

Israel afirma ter interceptado dois drones explosivos que Hezbollah lançou a partir do Líbano

Há 14 horas

UE amplia sanções contra Hamas por violações cometidas em ataque terrorista de 7 de outubro
Mundo

UE amplia sanções contra Hamas por violações cometidas em ataque terrorista de 7 de outubro

Há 14 horas

Diante de risco de ataque iraniano a Israel, EUA reforça posições militares no Oriente Médio
Mundo

Diante de risco de ataque iraniano a Israel, EUA reforça posições militares no Oriente Médio

Há 15 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais