Mundo

Cinegrafista da "Al Jazeera" morre em bombardeio na Síria

Cinegrafista da rede de televisão de 19 anos morreu no sul da Síria enquanto cobria os combates entre as forças armadas do país e opositores


	Prédio destruído em Deraa, na Síria
 (Thaer Abdallah)

Prédio destruído em Deraa, na Síria (Thaer Abdallah)

DR

Da Redação

Publicado em 26 de junho de 2015 às 16h45.

Beirute - Um cinegrafista da rede de televisão catariana "Al Jazeera", Mohammed Asfar, de 19 anos, morreu nesta sexta-feira no sul da Síria enquanto cobria os combates entre as forças armadas do país e opositores do regime de Bashar al-Assad na cidade de Deraa, informou a própria emissora.

Segundo o correspondente da "Al Jazeera" em Deraa, Omar al Hurani, Asfar foi vítima de um bombardeio das forças governamentais no bairro de Mashiat. Hurani afirmou que ainda não se sabe se o ataque foi indiscriminado ou se o cinegrafista era o alvo.

A emissora disse que Asfar trabalhava para a "Al Jazeera" desde março.

A cidade de Deraa é palco, desde ontem, de uma ofensiva dos opositores que tentam assumir o controle dos bairros que ficam em poder das autoridades sírias.

O cinegrafista é o segundo funcionário da emissora catariana a morrer na província de Deraa desde dezembro. O primeiro foi o correspondente Mahran al Diri, em um acidente de carro por ter apagado os faróis de seu veículo para evitar ser alvo dos disparos do regime.

Acompanhe tudo sobre:Al JazeeraEmpresasMortesSíria

Mais de Mundo

Foto inédita de William com os filhos, tirada por Kate, é publicada para celebrar Dia dos Pais

Exército israelense anuncia pausa diária nas operações em uma região de Gaza

Cúpula pela paz na Suíça reafirma integridade da Ucrânia, mas pede negociações com a Rússia

Brasil é 3º país mais inseguro da América do Sul, diz Global Peace Index

Mais na Exame