Mundo

Bombardeio de coalizão deixa pelo menos 11 mortos em casamento no Iêmen

O bombardeio feito pela coalizão árabe atingiu um local onde acontecia um casamento e várias pessoas ficaram feridas

Entre os mortos há três menores de idade e várias pessoas ficaram feridas, algumas delas em estado grave (Khaled Abdullah/Reuters)

Entre os mortos há três menores de idade e várias pessoas ficaram feridas, algumas delas em estado grave (Khaled Abdullah/Reuters)

E

EFE

Publicado em 3 de julho de 2018 às 11h41.

Sana - Pelo menos 11 civis morreram nesta terça-feira em um bombardeio lançado pela coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita que atingiu o local onde era realizado um casamento na província de Saada, no noroeste do Iêmen, informaram à Agência Efe fontes médicas.

Entre os mortos há três menores de idade e várias pessoas ficaram feridas, algumas delas em estado grave, disseram as fontes, que não puderam indicar o número exato de pessoas que sofreram ferimentos.

A coalizão árabe não confirmou até o momento o lançamento deste ataque em Saada, o principal reduto dos rebeldes houthis no Iêmen.

No último dia 23 de abril, 21 pessoas morreram em bombardeios da coalizão árabe em outro casamento realizado na província de Haya, no extremo noroeste do país.

A coalizão, que intervém militarmente no Iêmen a favor das forças governamentais que lutam contra os rebeldes xiitas, anunciou um dia depois que investigaria o "suposto" bombardeio realizado por seus aviões.

O Iêmen é palco de um conflito armado entre as forças do governo reconhecido internacionalmente do presidente Abd Rabbuh Mansur Al-Hadi, e os rebeldes houthis, respaldados pelo Irã e que controlam amplas áreas do país, entre elas a capital, Sana.

Os bombardeios da coalizão em casamentos e enterros, assim como contra outros alvos civis, foram ocasionais desde o início da sua intervenção no conflito, em março de 2015.

Acompanhe tudo sobre:Arábia SauditaExplosõesIêmenMortes

Mais de Mundo

De Niro chama Trump de 'palhaço' em frente a tribunal e pede votos para Biden; veja o vídeo

Por que os EUA ainda não colocaram humanos em Marte?

China apresenta exército de cães robôs equipados com metralhadoras; veja o vídeo

Estoque de urânio do Irã preocupa comunidade internacional

Mais na Exame