Mundo

BC da Argentina baixa taxa de juros para 60% ao ano

Entidade fez segundo corte na taxa neste mês, em meio à queda da inflação

Vista aérea de Buenos Aires, capital da Argentina (Getty Images)

Vista aérea de Buenos Aires, capital da Argentina (Getty Images)

Rafael Balago
Rafael Balago

Repórter de macroeconomia

Publicado em 25 de abril de 2024 às 13h36.

O Banco Central da Argentina anunciou nesta quinta, 25, que baixou a taxa de juros de 70% para 60% ao ano. Além disso, a taxa mensal de juros ficará em 5,05%.

Esta é a terceira redução no ano. Em março, a taxa baixou de 100% para 80%. No começo de abril, houve queda de 80% para 70%.

O anúncio veio antes de uma nova rodada de venda de títulos públicos da Argentina, que faz parte de um movimento para fortalecer os estoques do Tesouro argentino.

A inflação argentina, embora seja uma das mais altas do mundo, está em trajetória de queda. Em março, houve aumento de 11%, ante 13,2% em fevereiro. O BC estima que o indicador possa chegar a 9%.

Nos últimos 12 meses, a inflação acumula alta de 287,9%. No primeiro trimestre deste ano, a alta foi de 51,6%.

Acompanhe tudo sobre:ArgentinaInflaçãoJavier Milei

Mais de Mundo

'Cada gota conta': Moradores de Bogotá são afetados por racionamento de água há dois meses

Trump sugere concessão de residência permanente a estrangeiros formados em universidades dos EUA

Coreia do Sul dispara tiros de advertência após soldados da Coreia do Norte atravessarem a fronteira

Na cidade mais populosa do mundo, a maior preocupação eleitoral é sobre a falta de crianças

Mais na Exame