Acompanhe:

Armênia teme guerra com o Azerbaijão por região separatista

Nos últimos dias, vários confrontos foram registrados em Nagorno Karabakh, que fizeram menos 17 soldados mortos de ambos os lados

Modo escuro

Continua após a publicidade
Soldados armênios e quirguizes participam treinamentos militares: país teme guerra com o Azerbaijão (Vyacheslav Oseledko/AFP)

Soldados armênios e quirguizes participam treinamentos militares: país teme guerra com o Azerbaijão (Vyacheslav Oseledko/AFP)

D
Da Redação

Publicado em 4 de agosto de 2014 às, 17h29.

Erevan - A Armênia indicou nesta segunda-feira que teme uma "guerra" com o Azerbaijão, após vários confrontos por causa de Nagorno Karabakh, mas assegurou que faz todo o possível para reduzir a tensão na região.

"A situação é muito tensa. Certamente os nossos vizinhos são capazes de organizar a qualquer momento uma provocação que poderia levar a uma guerra", disse o ministro da Defesa armênio, Seiran Oganian.

Nos últimos dias, vários confrontos foram registrados em Nagorno Karabakh - uma região separatista disputada pelos dois países há décadas - que fizeram menos 17 soldados mortos de ambos os lados.

"Mas nós estamos fazendo todo o possível para aliviar a tensão", garantiu Oganian.

"No momento, não há motivos para iniciar uma grande ação militar", acrescentou.

No sábado, a Armênia anunciou que uma reunião entre os presidentes da Armênia e do Azerbaijão, Serzh Sargsyan e Ilham Aliev, poderia acontecer "em 8 ou 9 de agosto em Sochi" (sul da Rússia).

O chanceler russo, Sergei Lavrov, confirmou nesta segunda-feira que Aliev e Sarkisian são esperados "ainda esta semana" em Sochi, onde serão recebidos separadamente pelo presidente russo Vladimir Putin.

"Vamos conversar com nossos parceiros do Azerbaijão e da Arménia sobre o que fazer (...) para ajudar (ambos os lados) a construir a confiança e reduzir o risco de um confronto", disse Lavrov em uma entrevista à agência pública ITAR-TASS.

A Rússia está preocupada com a situação relativa a Nagorno Karabakh e com as acusações mútuas de provocação lançadas nos últimos dias pela Armênia e Azerbaijão, indicou.

Últimas Notícias

Ver mais
Israel e Hamas indicam que não há acordo iminente, após Biden sinalizar trégua em breve
Brasil

Israel e Hamas indicam que não há acordo iminente, após Biden sinalizar trégua em breve

Há 14 horas

Guerra atrapalha conserto de cabo submarino danificado no Mar Vermelho
Mundo

Guerra atrapalha conserto de cabo submarino danificado no Mar Vermelho

Há 14 horas

Macron anuncia coalizão para enviar munições a Kiev e não descarta mobilizar tropas
Mundo

Macron anuncia coalizão para enviar munições a Kiev e não descarta mobilizar tropas

Há um dia

Israel quer acordo de trégua, mas Hamas precisa recuar de algumas demandas, diz Netanyahu
Mundo

Israel quer acordo de trégua, mas Hamas precisa recuar de algumas demandas, diz Netanyahu

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais