Mundo

Alemanha: parceria transatlântica com EUA continua essencial

Sigmar Gabriel disse que a Alemanha precisa reagir com autoconfiança às mudanças políticas nos Estados Unidos

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Sigmar Gabriel (Fabrizio Bensch/Reuters)

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Sigmar Gabriel (Fabrizio Bensch/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 27 de janeiro de 2017 às 13h10.

Berlim - O novo ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Sigmar Gabriel, disse nesta sexta-feira que a Europa, a parceria transatlântica do país com os Estados Unidos e multilateralismo continuarão essenciais à política externa do país.

Em discurso a diplomatas em Berlim após assumir o cargo no lugar de Frank-Walter Steinmeier, Gabriel também disse que movimentos populistas estão se apropriando dos medos das pessoas com promessas de novas prioridades nacionalistas, mas que seria um "grande erro" seguir nesta direção.

Ele disse que a Alemanha precisa reagir com autoconfiança às mudanças políticas nos Estados Unidos. Gabriel disse estar ansioso para encontrar o indicado para secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, o mais rápido possível.

Acompanhe tudo sobre:AlemanhaEstados Unidos (EUA)Parceria Transpacífico

Mais de Mundo

Chanceler israelense ameaça Hezbollah libanês com 'guerra total'

Alemanha alerta risco de ataques terroristas semelhantes ao de Moscou

Sob críticas da Otan, Putin desembarca na Coreia do Norte para estreitar parceria 'estratégica'

Milei perde apoio em 18 de 24 municípios da Grande Buenos Aires, mostra pesquisa

Mais na Exame