AIEA: Irã produz urânio enriquecido de maneira constante

Segundo o diretor da agência, não existe confirmação se o material é utilizado para fins militares

Washington - O Irã produz de maneira constante urânio enriquecido, afirmou o diretor geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, em uma entrevista ao jornal Washington Post.

"De uma maneira ou outra, o Irã produz urânio enriquecido a entre 3,5% e 20%. Produzem progressivamente e de maneira constante", disse Yukiya Amano.

"Recebemos e reunimos informações procedentes de vários países e de nossas próprias fontes que indicam uma possível utilização no passado, e talvez agora, de material nuclear com fins militares, o que nos preocupa", destacou Amano.

Mas AIEA não tem provas formais de que Teerã tem o interesse de produzir uma bomba nuclear.

"Não temos certeza de que estão ocultando algo. Não estamos diante de um delito flagrante. Temos motivos de preocupação", completou Amano.

O programa nuclear iraniano foi condenado por seis resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, quatro delas incluindo sanções econômicas e políticas. Estados Unidos e União Europeia adotaram as próprias sanções econômicas e políticas. As grandes potências temem que o Irã tenha como objetivo produzir armas atômicas, o que Teerã nega.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.