Mercado imobiliário

Índice Especulômetro EXAME-Loft: 3 bairros onde a especulação imobiliária é maior em São Paulo

A especulação imobiliária é medida por meio da diferença média de preço entre o valor pedido pelo proprietário e o efetivamente acertado em contrato

Especulação imobiliária: é a diferença entre o preço anunciado e o valor de fechamento do contrato nas transações (Germano Lûders/Exame)

Especulação imobiliária: é a diferença entre o preço anunciado e o valor de fechamento do contrato nas transações (Germano Lûders/Exame)

Karla Mamona
Karla Mamona

Editora de Finanças

Publicado em 12 de março de 2023 às 12h11.

especulação imobiliária segue estável na cidade de São Paulo. É o que aponta a nova edição do Índice Especulômetro EXAME-Loft, que reúne a EXAME com a Loft, uma das principais startups dedicadas ao mercado de imóveis no país.

Na capital paulista, a especulação média calculada é de 17,39% em março deste ano. Isso representa estabilidade em relação ao mês de fevereiro (17,39%). Na comparação com jun/22 (início da série), o indicador acumula alta de 0,78 p.p.

A especulação imobiliária é medida por meio da diferença média de preço entre o valor pedido pelo proprietário e o efetivamente acertado em contratoou seja, existe uma oportunidade de negociação para quem deseja comprar um imóvel. A Loft analisa os valores anunciados e os dados do ITBI (imposto sobre transações imobiliárias) divulgados pela Prefeitura de São Paulo.

Onde a especulação imobiliária aumentou em São Paulo?

No levantamento do último trimestre, os dados apontam que dos 57 bairros analisados, três bairros apresentaram tendência de alta quando se trata de especulação imobiliária: Vila Leopoldina, Jardim Europa e Bosque da Saúde.

No bairro da Vila Leopoldina, a diferença entre o preço anunciado e o valor de fechamento do contrato nas transações é de 21,99%. Para sair da estabilidade, é necessário que no agregado do período de três meses a variação for igual ou superior a 10 pontos percentuais. No Jardim Europa, a diferença é de 8,99% e Bosque da Saúde, de 21,23%.

Onde a especulação é maior na cidade de São Paulo?

Os bairros citados acima apesar do aumento da especulação imobiliária, eles não apresentam o maior indicador, quando se trata desse assunto. De acordo com o levantamento, os bairros com maiores indicadores de especulação neste mês são Jardim Paulistano (28,66%), Barra Funda (29,21%) e Paraíso (29,21%).

Sobre o Jardim Paulistano, a Loft destaque a região avança 3 posições e se torna o bairro com maior diferença entre preço por metro quadrado pedido e anunciado. Os principais elementos da especulação neste bairro são a elevação do preço pedido, a idade dos imóveis, de 48 anos e a tipologia, média de 130 metros quadrados, associada ao aquecimento da demanda.

Já na Barra Funda, o preço por metro quadrado médio dos anúncios manteve-se constante, enquanto o preço médio das transações apresentou crescimento. A tipologia média transacionada foi de 70m² e idade de 11 anos. Em razão da alteração dos imóveis transacionados no bairro, imóveis menores, o indicador perde força e desce 1 posição no ranking.

No bairro do Paraíso: os preços médios dos anúncios e transações mantiveram-se constantes. O mix de imóveis transacionados permaneceu similar ao mês de fevereiro, com idade média dos imóveis de 36 anos. O bairro segue aquecido e o indicador de especulação apresenta o mesmo padrão no período anterior.

“Imóveis maiores e mais antigos tendem a apresentar maior variabilidade do preço/m² em razão da escassez de transações similares que sirvam como referência”, explica Rodger Campos, economista da Loft.

Ele acrescenta ainda que a especulação pode ser explica pelos sinais que a conjuntura econômica apresenta e as expectativas criadas por parte dos agentes desse mercado. ‘A dinâmica do negócio imobiliário requer que avaliação do mercado imobiliário seja tanto pela ótica agregada (crédito e demanda, por exemplo) quanto microeconômica (localização e idade do ativo, por exemplo), buscando dessa forma compreender os motores desse mercado e as oportunidades existentes dentro da cidade.”

BairroDiferença entre o valor anunciado e valor do contradoTendência
Aclimação15,43%Estabilidade
Alto da Lapa15,90%Estabilidade
Alto de Pinheiros16,39%Estabilidade
Barra Funda29,21%Estabilidade
Bela Vista21,70%Baixa
Bom Retiro25,09%Estabilidade
Bosque da Saúde21,23%Alta
Brooklin14,82%Estabilidade
Cambuci15,78%Estabilidade
Campo Belo15,03%Estabilidade
Campo Grande13,57%Baixa
Campos Elísios19,02%Estabilidade
Cangaíba-1,26%Estabilidade
Chácara Klabin19,10%Estabilidade
Freguesia do Ó7,42%Estabilidade
Higienópolis24,84%Estabilidade
Ipiranga12,00%Estabilidade
Itaim Bibi20,62%Estabilidade
Jabaquara10,37%Estabilidade
Jardim América23,80%Estabilidade
Jardim Europa8,99%Alta
Jardim Marajoara18,00%Estabilidade
Jardim Paulista24,76%Estabilidade
Jardim Paulistano28,66%Estabilidade
Jardim São Paulo16,46%Baixa
Jaçanã14,72%Estabilidade
Lapa19,51%Estabilidade
Liberdade19,37%Estabilidade
Limão-1,23%Estabilidade
Moema Pássaros20,16%Estabilidade
Moema Índios18,85%Estabilidade
Mooca18,68%Estabilidade
Morumbi22,17%Estabilidade
Paraíso29,37%Estabilidade
Perdizes19,11%Estabilidade
Pinheiros19,24%Estabilidade
República27,51%Estabilidade
Sacomã15,11%Estabilidade
Santa Cecília19,47%Estabilidade
Santo Amaro15,33%Estabilidade
Sapopemba6,75%Estabilidade
Saúde12,00%Estabilidade
Sumaré18,04%Estabilidade
São Lucas12,46%Estabilidade
Tremembé16,63%Estabilidade
Tucuruvi12,12%Estabilidade
Vila Andrade24,16%Estabilidade
Vila Clementino28,42%Estabilidade
Vila Leopoldina21,99%Alta
Vila Madalena20,37%Estabilidade
Vila Mariana20,87%Estabilidade
Vila Medeiros9,96%Estabilidade
Vila Nova Conceição18,80%Estabilidade
Vila Olímpia17,51%Estabilidade
Vila Prudente11,34%Estabilidade
Vila Romana17,05%Estabilidade
Água Rasa8,54%Estabilidade

 

Acompanhe tudo sobre:ImóveisPreços de imóveiscidades-brasileiras

Mais de Mercado imobiliário

Studio ficou caro demais? Apartamentos ‘médios’ puxam alta demanda no Rio

Leilão de imóveis: Zuk promove leilões judiciais com desconto de até 62%

Posso ficar com som alto no meu apartamento? Qual o limite permitido?

Vila Madalena: conheça um dos bairros mais vibrantes de São Paulo

Mais na Exame