Marketing

Outdoor da Skol para o Carnaval causa indignação em SP

Jovens criticam campanha da marca de cerveja que traz mensagens do tipo "Esqueci o não em casa" e "Topo antes de saber a pergunta". Skol promete mudar frases


	Campanha feita para o Carnaval trazem mensagens do tipo "Esqueci o não em casa" e "Topo antes de saber a pergunta"
 (Reprodução/Facebook)

Campanha feita para o Carnaval trazem mensagens do tipo "Esqueci o não em casa" e "Topo antes de saber a pergunta" (Reprodução/Facebook)

Vanessa Barbosa

Vanessa Barbosa

Publicado em 12 de fevereiro de 2015 às 08h28.

São Paulo - Uma campanha da Skol veiculada em outdoors da cidade de São Paulo está causando polêmica nas redes sociais, depois que duas amigas resolveram dizer o que pensam da ação. Em resposta às críticas, que receberam apoio de centenas de pessoas, a marca de cerveja prometeu retirar as mensagens de circulação.    

A campanha feita para o Carnaval traz mensagens do tipo "Esqueci o não em casa" e "Topo antes de saber a pergunta". Indignadas com a ação, a publicitária e ilustradora Pri Ferrari e a jornalista Mila Alves acrescentaram a seguinte frase ao outdoor: "E Trouxe o NUNCA", feita com fita isolante preta.

O resultado da intervenção feita nesta quarta (11) em um ponto de ônibus da Rua Vergueiro, uma importante avenida da capital, foi postado no Instagram e no Facebook das meninas e já atingiu mais de 8 mil pessoas.

À EXAME.com, Pri Ferrari disse que considera a campanha irresponsável e que o objetivo da intervenção não era danificar a estrutura do outdoor, mas apenas de manifestar indignação. 

"É uma campanha que estimula as pessoas a não respeitarem os seus próprios limites, nem os dos outros. Não é um problema só de passar uma mensagem de desrespeito às mulheres numa época [Carnaval] em que os estupros aumentam, mas de beber além da conta ou de usar drogas só para aparecer ou se afirmar".

"Uma empresa que patrocina o Carnaval tem uma grande responsabilidade e não é legal associar a folia à perda de controle total", acrescentou.

Pri disse ainda que um representante da Ambev, dona da marca Skol, entrou em contato com ela por telefone para explicar a motivação da marca por trás da campanha e ouvir o que ela tinha a dizer a respeito. Segundo a publicitária, ele teria dito que a marca faria uma força tarefa para retirar a campanha de circulação. 

Em nota enviada à EXAME.com, a Skol afirmou que fará a substituição das frases atuais por novas mensagens mais "claras e positivas" e destacou que repudia todo e qualquer ato de violência.

Veja abaixo resposta da marca na íntegra:

"As peças em questão fazem parte da nossa campanha "Viva RedONdo", que tem como mote aceitar os convites da vida e aproveitar os bons momentos. No entanto, fomos alertados nas redes sociais que parte de nossa comunicação poderia resultar em um entendimento dúbio. E, por respeito à diversidade de opiniões, substituiremos as frases atuais por mensagens mais claras e positivas, que transmitam o mesmo conceito. Repudiamos todo e qualquer ato de violência seja física ou emocional e reiteramos o nosso compromisso com o consumo responsável. Agradecemos a todos os comentários."

Veja também o post original publicado no Facebook da publicitária Pri Ferrari.

* Matéria atualizada às 18h15

Acompanhe tudo sobre:AmbevBebidasCarnavalEmpresasEmpresas abertasEmpresas belgasPublicidadeSkol

Mais de Marketing

Grupo Flamboyant anuncia rebranding em suas unidades de negócio

Amstel traz Amsterdã ao Rio Pinheiros em evento com passeio de balsa gratuito

Heinz lança molho 'Barbiecue' em parceria com a Mattel

Cauã Reymond fica preso em elevador com fã em nova campanha

Mais na Exame