Marketing

Abercrombie & Fitch aposta em viral, mas tem recepção azeda

Paródia de viral criada pela marca divide opiniões entre consumidores na internet

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 26 de setembro de 2013 às 14h32.

São Paulo - Depois de colecionar protestos em blogs este ano, a Abercrombie & Fitch envolveu-se novamente numa situação controversa nas redes sociais. Dessa vez, no entanto, o conteúdo foi produzido pela própria marca: o que deveria ser uma brincadeira de marketing viral tornou-se fonte de rejeição para a grife americana.

A ideia era pegar carona no hit The Fox, um vídeo de humor criado pelos irmãos noruegueses Bård e Vegard Ylvisåker, de grande popularidade na web e cujas visualizações aproximam-se da marca dos 60 milhões.

A paródia da varejista de moda foi criada à la Abercrombie: a mesma música, só que cantada por jovens sem camisa, descolados, em forma, e modelos em roupas esvoançantes. Cinco dias depois de ser postado, o vídeo aparentemente não teve o objetivo esperado: a paródia tem cerca de 2 mil likes, só que 4,5 mil dislikes.

O filme também virou assunto - negativo - nas redes sociais. As críticas, mais uma vez, focam-se no pouco esforço pela diversidade dentro do marketing da grife. No Facebook, um dos usuários respondeu à marca: O que diz a raposa? Se você for feio, ou gordo, ou os dois, você não pode usar essas roupas. Pior vídeo de todos os tempos, e A Abercrombie precisa parar são exemplos de opiniões azedas postadas por usuários no Twitter. 

Em 2011, a Abercrombie usou a música "Call Me Maybe" como trilha oficial de uma campanha promocional na qual recruou os mais belos vendedores para cantar sem camisa. O vídeo foi visto mais de 20 milhões de vezes no YouTube, e também teve recepção mista.

Assista à paródia da marca e ao vídeo original. 

//www.youtube.com/embed/2TJU1r2mazU

//www.youtube.com/embed/jofNR_WkoCE

Acompanhe tudo sobre:abercrombie-fitchEmpresasestrategias-de-marketingMarcasmarketing-viral

Mais de Marketing

Samsung e Apple: o choque entre perfeição tecnológica e a imperfeição humana

Polishop: comerciais de TV eram sucesso entre crianças na década de 1990; entenda a razão

Parceria entre Coca-Cola e outras 5 empresas supera 1 milhão de litros de água para o RS

Samsung alfineta Apple após comercial de iPad Pro: 'A criatividade não pode ser esmagada'

Mais na Exame