Governo estuda liberar recursos do FGTS para pagamento de dívidas pessoais

Em 2020, o governo adotou uma medida semelhante e, com a edição de uma MP, liberou o pagamento do saque emergencial do FGTS para estimular a economia
 (Agência Brasil/Marcello Casal)
(Agência Brasil/Marcello Casal)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 22/02/2022 17:40 | Última atualização em 22/02/2022 17:40Tempo de Leitura: 1 min de leitura

Em evento do BTG Pactual, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira, 22, que o governo federal pode liberar, este ano, recursos do FGTS para que as pessoas paguem dívidas. "Podemos mobilizar recursos do FGTS também, porque são fundos privados. São pessoas que têm recursos lá e que estão passando por dificuldades. Às vezes, o cara está devendo dinheiro no banco e está credor no FGTS. Por que não pode sacar essa conta e liquidar a dívida dele do outro lado", afirmou o ministro no evento, sem dar mais detalhes.

Em 2020, no auge da pandemia, o governo adotou uma medida semelhante e, com a edição de uma medida provisória, liberou o pagamento do saque emergencial do FGTS para estimular a economia.