Vinci levanta pelo menos US$ 250 milhões em IPO na Nasdaq

Gestora brasileira pretende usar os recursos captados para investimento em novos fundos
Os recursos serão usados para investimento inicial da Vinci em novos fundos (Vinci Partners/Divulgação)
Os recursos serão usados para investimento inicial da Vinci em novos fundos (Vinci Partners/Divulgação)
C
Cristiane Lucchesi, da Bloomberg

Publicado em 28/01/2021 às 16:45.

Última atualização em 28/01/2021 às 18:19.

A gestora brasileira Vinci Partners levantou pelo menos 250 milhões de dólares em oferta pública inicial de ações (IPO) na bolsa americana Nasdaq nesta quinta-feira, 28, disse o presidente, Alessandro Horta.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista sem medo de balelas

Um lote adicional de mais 15% ainda poderá ser vendido pelos bancos líderes, segundo Horta. Os sócios não venderam suas ações e Gilberto Sayão continua controlador, com cerca de 25% do capital total e a maioria do capital votante. Horta fica com cerca de 14% do capital total.

Os recursos obtidos na oferta serão usados para investimento inicial da Vinci em novos fundos de private equity, imobiliários (FIIs), de infraestrutura e de crédito privado, disse Horta. A empresa também não descarta aquisições, segundo ele. No fim do ano passado, a Vinci tinha 50 bilhões de reais em recursos sob gestão, disse Horta.

A Vinci, com sede no Rio, fixou em 18 dólares o preço de sua ação, no topo superior da faixa proposta.

J.P. Morgan e Goldman Sachs são os líderes da transação, da qual também participam BTG Pactual, Itaú BBA, BofA, Credit Suisse e UBS. As ações são negociadas sob o código VINP.