Acompanhe:

V.tal recebe aporte de R$ 2,5 bilhões do fundo de pensão CPP

Maior fundo de pensão do Canadá comprou participação de 9,7% na rede de fibra ótica

V.Tal é empresa de infraestrutura de fibra óptica nascida dentro da Oi (Thinkstock/Streager/Getty Images)

V.Tal é empresa de infraestrutura de fibra óptica nascida dentro da Oi (Thinkstock/Streager/Getty Images)

D
Da Redação

Publicado em 25 de novembro de 2022, 08h58.

Última atualização em 25 de novembro de 2022, 10h34.

A V.tal, empresa de infraestrutura de fibra que nasceu na Oi (OIBR3), recebeu um aporte de R$ 2,5 bilhões do CPP, o maior fundo de pensão do Canadá. O fundo adquiriu uma participação de 9,7% na V.tal segundo fato relevante divulgado nesta sexta-feira, 25.

O investimento do CPP foi feito no FIP (fundo de investimentos em participações) do BTG Pactual que controla a V.tal. O fundo controlador da empresa é o BTG Economia Real — estruturado com recursos de investidores. Com o aporte do CPP, o FIP terá o direito de indicar um membro do Conselho de Administração da companhia.

Segundo a empresa, os recursos obtidos com o aporte serão utilizados para a implantação em novos domicílios de internet de fibra óptica e a execução de aquisições selecionadas, além do desenvolvimento de novas linhas de negócio relacionadas principalmente à infraestrutura digital.

"Quando decidimos fazer a separação estrutural e criar a V.tal nosso objetivo era lançar no país a primeira rede neutra, fim a fim. A chegada de um novo parceiro mostra que foi a estratégia acertada . A V.tal ganha mais solidez e estabilidade e paralelamente, para a Oi , traz importante valorização de sua participação no capital da V.tal", afirma Rodrigo Abreu, presidente da Oi.

A Oi é dona de 34% do capital da V.tal e principal cliente da empresa.

Como resultado do aumento de capital da V.tal, a participação da Oi no capital votante caiu de 38,2% para 34,12%. Já o FIP que recebeu o investimento do CPP aumentou sua participação na V.tal de 61,8% para 65,9%.