Mercados

Tok&Stok adia IPO para 2015, após crescimento mais rápido

De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico, as condições de mercado ainda inibem o lançamento das ações da companhia na Bolsa


	Em meados de 2013, a Ghislaine afirmou que a empresa, controlada pelo fundo Carlyle, considerava a possibilidade de realizar seu IPO já neste ano
 (Raul Junior/Exame)

Em meados de 2013, a Ghislaine afirmou que a empresa, controlada pelo fundo Carlyle, considerava a possibilidade de realizar seu IPO já neste ano (Raul Junior/Exame)

DR

Da Redação

Publicado em 9 de janeiro de 2014 às 13h22.

São Paulo – A Tok&Stok adiou para o ano que vem sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), segundo reportagem do jornal Valor Econômico.

Para Ghislaine Dubrule, presidente da maior rede de móveis e decoração do país, a companhia ainda precisa crescer mais rápido e ter uma operação mais eficiente para que o projeto de IPO avance.

Além disso, as condições de mercado ainda inibem o lançamento das ações por parte da Tok&Stok, segundo Ghislaine.

Em meados de 2013, a Ghislaine afirmou que a empresa, controlada pelo fundo Carlyle, considerava a possibilidade de realizar seu IPO já neste ano, com a expectativa de alcançar um crescimento de 12% a 14% nas vendas brutas e margem Ebitda de 15% a 20%.

No entanto, a alta nas vendas não superou os 11% e a margem ebitda ficou em 6% no ano passado. Mesmo assim, trata-se de um patamar acima do crescimento do varejo no período.

Acompanhe tudo sobre:ComércioEmpresasIPOsMercado financeiroTok&StokVarejo

Mais de Mercados

Atentado eleva patrimônio de Trump em R$ 6,5 bilhões

Cade abre procedimento para apurar acordo de codeshare da Azul e Gol

Quem ganha e quem perde no mercado no caso da vitória de Trump?

China estabelece fundo de investimentos em ativos de terra de empresas estatais de 30 bilhões yuans

Mais na Exame