Acompanhe:

Onde investir? BTG Pactual (BPAC11) muda carteira de FIIs e diminui posição em lajes corporativas

Segundo os analistas do maior banco de investimento da América Latina, os ajustes têm o objetivo de aumentar a posição em fundos que possuem potencial de gerar maiores dividendos ao longo de 2023.

Modo escuro

Continua após a publicidade
São Paulo: cidade ficou em uma das últimas posições do ranking (Germano Lüders/Exame)

São Paulo: cidade ficou em uma das últimas posições do ranking (Germano Lüders/Exame)

P
Paula Souza

Publicado em 6 de fevereiro de 2023 às, 13h08.

Última atualização em 6 de fevereiro de 2023 às, 13h10.

O BTG Pactual (BPAC11) divulgou a sua carteira recomendada de fundos imobiliários para o mês de fevereiro sem alteração de ativos, mas com ajustes em posições. As alterações feitas pelos analistas do banco para fevereiro foram: a saída parcial de HGRE11 (2,0%), BRCR11 (2,0%) e RCRB11 (1,5%); e o aumento de posição em KNSC11 (4,0%) e JSRE11 (1,5%).

“As movimentações visam refletir o cenário de lenta recuperação dos fundos de lajes corporativas, bem como elevar o carrego da carteira aumentando a posição em fundos que possuem potencial de maiores dividendos ao longo de 2023. Sobre nosso aumento de posição em KNSC11, entendemos que o fundo se encontra muito bem posicionado para retomar os dividendos competitivos que vinha entregando antes da deflação ocorrida no segundo semestre de 2022”, explica o relatório assinado por Daniel Marinelli e Matheus Oliveira, analistas do BTG Pactual.

Abra sua conta no BTG Pactual digital e tenha acesso aos relatórios do time de analistas do maior banco de investimentos da América Latina.

Cenário econômico

Em um mês misto em termos de indicadores econômicos, os analistas apontam como destaque o resultado do payroll (indicador de criação de empregos na economia americana), que indicou a criação de 223 mil vagas, acima das expectativas do mercado (202 mil), reforçando que a economia segue em processo de expansão,

No cenário doméstico, os principais destaques foram as implicações da aprovação da PEC da Transição no final de 2022. “Após a definição do aumento dos gastos públicos, as atenções do mercado seguem agora as negociações políticas em torno da definição das novas regras a serem adotadas em substituição ao teto de gastos”, afirma o relatório.

Com objetivo de sinalizar um cenário fiscal mais equilibrado, o governo também divulgou um conjunto de medidas que visam arrecadar cerca de R$ 243 bilhões para reduzir o déficit primário dos próximos anos e compensar os gastos gerados pela PEC da Transição.

Mudanças na carteira

No relatório completo, os analistas explicam em detalhes o que motivou a diminuição da alocação em ativos do segmento de lajes corporativas (como HGRE11,  RCRB11 e BRCR11):

“Nossa opção por diminuir a alocação em lajes corporativas se deu pelo fato de os resultados do 4T22 sugerirem que o processo de recuperação do mercado corporativo segue em ritmo ainda lento. Dado o contexto econômico atual, entendemos que esse ritmo deve prevalecer ao longo dos primeiros meses de 2023. Assim, as alterações visam posicionar a carteira de forma a priorizar renda e liquidez, fatores que proporcionam maior flexibilidade para a carteira quando acharmos ser o momento ideal para realizar a virada de chave de FIIs de papel para FIIs de tijolo”.

Em relação ao motivo pelo qual o segmento de tijolo foi impactado, os analistas do BTG Pactual explicam: “O segmento de tijolo foi novamente impactado em razão das incertezas macroeconômicas e políticas, bem como os desdobramentos sobre o caso da Americanas.”

Sobre o impacto do caso Americanas na performance dos ativos, eles ainda completam: “A empresa é inquilina de diversos galpões logísticos em determinados fundos, o que, associado à falta de previsibilidade quanto ao pagamento dos aluguéis, impactou negativamente o preço das cotas desses FIIs no mercado secundário”. 

Dentro da carteira recomendada, no entanto, apenas BRCO11 possui exposição à Americanas com pequena participação da receita (3,6%) e, portanto, impacta de forma marginal na distribuição de dividendos.

Como é composta a carteira recomendada de FIIs do BTG Pactual (BPAC11) para fevereiro

A carteira recomendada de FIIs do BTG Pactual para o mês de fevereiro é composta por 15 ativos, divididos entre 5 segmentos: recebíveis (61,5%), lajes corporativas (17,5%), galpões logísticos (16%), híbridos (6%) e agro (2,5%).

Em conjunto, os fundos apresentam o dividend yield anualizado de 11,5% e o dividend yield para os próximos 12 meses de 12,1%, enquanto as cotas dos fundos sugeridos negociam, na média, com desconto de 14% em relação aos seus valores patrimoniais.

Em termos de liquidez, a carteira de FIIs possui o volume médio diário de negociação de aproximadamente R$ 4,6 milhões. 

Confira os ativos que compõem a carteira recomendada de fundos imobiliários de fevereiro:

BTCI11 (12,5%)

RBRR11 (6,0%)

KNCR11 (19,0%)

CPTS11 (12,5%)

HGCR11 (5,0%)

KNSC11 (6,5%)

VILG11 (7,5%)

HSLG11 (6,0%)

BRCO11 (2,5%)

RBRP11 (2,5%)

BRCR11 (6,0%)

RCRB11 (1,5%)

HGRE11 (6,0%)

JSRE11 (4,0%)

BTRA11 (2,5%)

Últimas Notícias

Ver mais
Log CP anuncia venda de condomínios logísticos por R$ 509 milhões para fundo de investimento
Um conteúdo Bússola

Log CP anuncia venda de condomínios logísticos por R$ 509 milhões para fundo de investimento

Há 2 dias

'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG
Future of Money

'Coincidência' que fez bitcoin subir após halvings anteriores pode se repetir este ano, aponta BTG

Há 4 dias

Ranking de FIIs: os 10 melhores fundos de tijolo e de papel em março, segundo a Quantum
seloMercado imobiliário

Ranking de FIIs: os 10 melhores fundos de tijolo e de papel em março, segundo a Quantum

Há uma semana

Onde investir em abril? BTG recomenda bitcoin em mês importante para o mercado cripto
Future of Money

Onde investir em abril? BTG recomenda bitcoin em mês importante para o mercado cripto

Há 2 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais