Movida corta preço mínimo sugerido para IPO, dizem fontes

A informação foi antecipada pelo jornalista Tiago Lethbridge, no blog Primeiro Lugar, da revista EXAME
IPO: Em 16 de janeiro, a Movida disse que o teto da faixa sugerida era de 11,30 reais por ação (Bovespa/Divulgação)
IPO: Em 16 de janeiro, a Movida disse que o teto da faixa sugerida era de 11,30 reais por ação (Bovespa/Divulgação)
R
Reuters

Publicado em 03/02/2017 às 12:24.

Última atualização em 10/02/2017 às 16:21.

São Paulo - A Movida Participações concordou em reduzir o preço mínimo da faixa sugerida para sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), que deve ser precificada na segunda-feira, um sinal de que a demanda pelos papéis da empresa de locação de veículos se sustenta nesse nível, afirmaram cinco fontes com conhecimento direto da decisão.

As fontes, que pediram anonimato porque a transação ainda está em andamento, disseram que a Movida e os bancos que trabalham no IPO já avisaram potenciais compradores de que o preço mínimo na faixa sugerida pela empresa passou para 7,50 reais ante 8,90 reais originalmente.

Em 16 de janeiro, a Movida disse que o teto da faixa sugerida era de 11,30 reais por ação. A operação pode movimentar até 1,184 bilhão de reais, de acordo com prospecto preliminar.