GOL dispara após acordo com American Airlines

Parceria exclusiva envolve compartilhamento serviços, como voos e programas de fidelidade, além de um aporte de 200 milhões de dólares
Avião da GOL no Aeroporto de Congonhas | Foto: Germano Lüders/Exame (Germano Lüders/Exame)
Avião da GOL no Aeroporto de Congonhas | Foto: Germano Lüders/Exame (Germano Lüders/Exame)
Guilherme Guilherme
Guilherme GuilhermePublicado em 15/09/2021 às 14:37.

As ações da GOL (GOLL4) chegaram a subir 5,7% nesta quarta-feira, 15, após a empresa anunciar um acordo de codeshare exclusivo de três anos com American Airlines. O negócio, que viabiliza o compartilhamento de voos, ainda envolve o aporte de 200 milhões de dólares por parte da companhia americana, cerca de 1,05 bilhão de reais. Com isso, a American Airlines passará a deter participação de 5,2% nos interesses econômicos da GOL.

As duas companhias têm uma acordo de codeshare em vigor desde fevereiro de 2020, com voos que operam nos hubs da GOL nos aeroportos de Cumbica (Guarulhos) e Galeão (Rio de Janeiro), integrando 34 opções de rotas brasileiras e internacionais. A expectativa da GOL é de que, com o novo acordo, a companhia aumente sua presença internacional.

"Vemos este anúncio como positivo, pois reforça ainda mais a liquidez da Gol em um ambiente macroeconômico incerto. Os termos também podem considerar o potencial de sinergias comerciais entre as empresas", afirmam em nota analistas do Goldman Sachs. 

Além do compartilhamento de estruturas, os programas de fidelidade de ambas as empresas serão parceiros, "com benefícios superiores já em 2022", segundo a GOL. potenciais sinergias.

"A parceria irá incluir acesso a inúmeros benefícios, como prioridades no check-in, na inspeção de segurança e no embarque, uma maior franquia de bagagem despachada, acesso a salas VIP e assentos preferenciais em ambas as empresas aéreas. Os clientes poderão ganhar e resgatar milhas de passageiro frequente em qualquer das duas aéreas. A parceria entre a GOL e a American também permite que os Clientes adquiram voos de conexão em ambas as empresas por meio de uma única reserva", diz a GOL em fato relevante.