Fitch eleva ratings da holding Simpar (SIMH3) e de suas controladas JSL, Movida e Vamos

Agência de classificação de risco acredita que o desempenho operacional do grupo é resiliente ante a volatilidade do mercado brasileiro
Caminhão da JSL: Fitch avalia que grupo tem portfólio diversificado e boa geração de Ebitda (JSL/Divulgação)
Caminhão da JSL: Fitch avalia que grupo tem portfólio diversificado e boa geração de Ebitda (JSL/Divulgação)
Beatriz Quesada
Beatriz Quesada

Publicado em 11/07/2022 às 18:51.

Última atualização em 11/07/2022 às 19:05.

A agência de classificação de risco Fitch elevou os ratings para emissões de dívida da holding de logística Simpar (SIMH3) e das três empresas controladas do grupo que são listadas em bolsa: JSL (JSLG3), Movida (MOVI3) e Vamos (VAMO3). A empresa comunicou a mudança em comunicado ao mercado divulgado na tarde desta segunda-feira, 11.

A Fitch Ratings elevou os ratings da Simpar de “AA-” para “AAA” na escala nacional, e de “BB-” para “BB” na escala global. 

Os ratings das controladas da companhia também foram elevados de “AA-(bra)” para “AAA(bra)” na escala nacional e os ratings em escala global das controladas JSL e Movida também foram elevados para “BB” — anteriormente a classificação estava em “BB-”.

A agência justificou a elevação avaliando como positivo o “contínuo fortalecimento da escala, do perfil de negócios e da presença e posição competitiva do ecossistema da Simpar dentro das indústrias brasileiras de locação e logística”.

Não perca as últimas tendências do mercado: assine a EXAME por menos de R$ 0,37 e receba notícias em primeira mão

A Fitch considerou ainda que o grupo apresenta um Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) crescente, além de um “portfólio diversificado de serviços e contratos de longo prazo como parte significativa das receitas do grupo”. 

O resultado seria “um desempenho operacional resiliente e minimizando a exposição à volatilidade dos ciclos econômicos no Brasil”.

Leia também