Invest

Fed mantém juros dos EUA inalterados na primeira decisão de política monetária do ano

Manutenção da taxa era amplamente esperada pelo mercado; investidores buscam pistas sobre início do ciclo de cortes

Fed: banco central americano manteve taxa de juros inalterada (Samuel Corum / Bloomberg/Getty Images)

Fed: banco central americano manteve taxa de juros inalterada (Samuel Corum / Bloomberg/Getty Images)

Publicado em 31 de janeiro de 2024 às 16h07.

Última atualização em 31 de janeiro de 2024 às 17h33.

O Fomc, comitê do Federal Reserve (Fed) responsável por decidir a taxa de juro nos Estados Unidos, manteve a taxa inalterada na decisão desta quarta-feira, 31 – a primeira do ano. Com a decisão de hoje, os juros americanos permanecem no intervalo entre 5,25% e 5,5% ao ano – o maior patamar desde 2001. 

A decisão do BC dos Estados Unidos foi unânime e está em linha com as expectativas do mercado financeiro.

O Fed ainda manteve a taxa de juros paga sobre saldo de reserva em 5,4%, decisão que entra em vigor a partir da quinta-feira, 1º de fevereiro, e a taxa de desconto ficou inalterada em 5,50% ao ano.

As diferenças do comunicado

A comparação entre o comunicado de política monetária do Fed desta quarta-feira, 31, e o da reunião anterior, em dezembro, revela algumas mudanças na linguagem escolhida pela autoridade monetária dos Estados Unidos. Logo no primeiro parágrafo, o Fed alterou a avaliação sobre o desempenho da economia dos Estados Unidos de "desacelerou" para "tem se expandido em ritmo sólido".

O banco central norte-americano removeu o trecho que, em notas anteriores, reforçava a "segurança e resiliência" do sistema bancário e também alertava para os riscos de que o aperto das condições financeiras viesse a pesar sobre a atividade, contratações e inflação.

Outra novidade na nota do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc na sigla em inglês) foi a adição de uma passagem que reconhece que os "riscos para alcançar suas metas de emprego e inflação estão se movendo para um maior equilíbrio".

Mais à frente no texto, o Fed também incluiu um aviso de que não espera que seja apropriado cortar juros até que tenha maior confiança de que o índice de preços está caminhando de forma sustentável em direção à meta de 2%.

 

Acompanhe tudo sobre:Fed – Federal Reserve SystemJurosEstados Unidos (EUA)

Mais de Invest

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2730; prêmio é de R$ 71,9 milhões

Nubank supera Itaú em valor de mercado pela primeira vez em dois anos

Desenrola Fies: prazo para renegociar até 99% da dívida termina na sexta-feira; veja como participar

Enchentes no RS: governo prorroga o prazo de pagamento do IPVA 2024

Mais na Exame