Invest

Empresa de mídia de Trump perde US$ 2,8 bilhões em valor de mercado

A Trump Media tem uma capitalização de mercado de aproximadamente US$ 5 bilhões

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 9 de abril de 2024 às 06h35.

A Trump Media & Technology Group, que pertence ao ex-presidente dos EUA, Donald Trump, perdeu cerca de US$ 2,8 bilhões em valor desde 26 de março - queda de 36% no valor das ações. Os papéis caíram abaixo do nível em que estavam sendo negociados em 22 de março, quando investidores aprovaram a associação da empresa de Trump com a Digital World Acquisition (DWAC). As informações são da Bloomberg.

As ações da Trump Media, proprietária da Truth Social, haviam disparado em seus primeiros dias como empresa pública depois que a companhia se fundiu com a DWAC.

Mas a ação tem tido dificuldades para reter a atenção dos investidores individuais que compraram os papéis como forma de apoiar o ex-presidente em sua campanha de reeleição em 2024.

Com a queda, o ganho inesperado para o próprio Trump caiu cerca de US$ 1,6 bilhão, para aproximadamente US$ 2,9 bilhões. Para que Trump se beneficie desse dinheiro, ele terá que esperar seis meses antes de poder vender as ações.

A Trump Media começou a ser negociada em meio a uma enxurrada de problemas legais enfrentados pelo ex-presidente, incluindo quatro processos criminais. Ele está a uma semana do início de seu primeiro julgamento criminal em Manhattan, no qual é acusado de falsificar registros de negócios para ocultar um pagamento de suborno a uma estrela pornô antes da eleição de 2016.

A Trump Media tem uma capitalização de mercado de aproximadamente US$ 5 bilhões, mesmo após a última queda, apesar de ter gerado apenas US$ 4,1 milhões em receita no ano passado.

Acompanhe tudo sobre:Donald Trump

Mais de Invest

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 86 milhões na poupança

Como investir na Nasdaq?

"Se Lula indicar nome pior que Galípolo para o BC, o mercado entrará em pânico", diz Marilia Fontes

Mesmo chamada de ‘perda fixa’ a renda fixa pode pagar até IPCA + 7,5%; veja 2 títulos

Mais na Exame