Invest

Assaí: Casino pede estudo para possível nova venda de participação

Grupo francês pode vender outros US$ 600 milhões em ações da empresa de atacarejo

Assaí: Casino deve fazer nova venda de participação na companhia (Assaí/Divulgação)

Assaí: Casino deve fazer nova venda de participação na companhia (Assaí/Divulgação)

Karina Souza
Karina Souza

Repórter Exame IN

Publicado em 7 de março de 2023 às 19h05.

Última atualização em 7 de março de 2023 às 20h15.

O Assaí vai conduzir novos estudos para uma possível nova venda de participação do Casino na companhia por um montante aproximado de US$ 600 milhões. A companhia informou, em comunicado ao mercado, que não foi tomada ainda nenhuma decisão final sobre a possível transação, a ser implementada por meio de uma oferta pública secundária.

Ainda segundo o comunicado, os bancos BTG PActual, Bradesco BBI, Itaú BBA e J.P. Morgan estão envolvidos na análise da possível transação.

Caso a transação realmente saia do papel, a companhia deve propor na próxima Assembleia Geral Ordinária, prevista para acontecer em abril, uma nova composição do Conselho de Administração, a fim de refletir a participação resultante da empresa francesa na companhia.

Hoje, a participação do Casino é de 30,51% do Assaí. A fatia já foi significativamente reduzida (a companhia tinha 41% da atacadista antes) depois de o grupo francês vender uma fatia de R$ 2,7 bilhões em follow-on realizado em novembro do ano passado.

Novamente, a venda de participação na companhia se correlaciona com a situação financeira desafiadora enfrentada pelo grupo controlador, que segue alavancado e precisa de recursos para melhorar a solidez. Ao mesmo tempo, a promessa de uma governança melhor para o Assaí se torna cada vez mais clara diante dos olhos de investidores.

Acompanhe tudo sobre:Assai

Mais de Invest

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 42 milhões na poupança

Petrobras (PETR4) tem ações suspensas por publicação de fato relevante durante pregão

Brasileiros perderam R$ 2,7 bilhões em golpes online de venda de carros em 2023, diz estudo

Dólar sobe em linha com juros de Treasuries à espera de ata do Fed

Mais na Exame