Mercados

Apple substituirá AT&T no índice Dow Jones da bolsa de NY

A Apple será adicionada ao índice em substituição à AT&T, mudança que reflete a posição dominante da fabricante de iPhone na economia americana


	Dow Jones: a AT&T tem integrado o Dow Jones pela maior parte do último século
 (Getty Images)

Dow Jones: a AT&T tem integrado o Dow Jones pela maior parte do último século (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 6 de março de 2015 às 16h35.

Nova York - A Apple, maior companhia norte-americana em valor de mercado, será adicionada ao célebre índice Dow Jones, em substituição à AT&T, mudança que reflete a posição dominante da fabricante de iPhone na economia dos Estados Unidos.

A decisão de deixar de lado a AT&T, que tem integrado o Dow pela maior parte do último século, é um reconhecimento da forma como as comunicações e tecnologia evoluíram nas últimas décadas.

"É um sinal dos tempos, e pode fazer todos olharem mais para o Dow do que têm feito", disse Richard Sichel, que gerencia 2 bilhões de dólares como vice-presidente de investimentos da Philadelphia Trust.

"Seria difícil escolher quaisquer 30 companhias que pudessem representar toda a economia, especialmente em comparação com o S&P 500, mas dá ao Dow maior credibilidade".

Com valor de mercado de 736 bilhões de dólares, a Apple é a maior companhia negociada em bolsa do índice.

A medida, tomada pela S&P Dow Jones Indices, tem sido amplamente esperada desde que a Apple desdobrou suas ações na proporção de sete para uma em junho de 2014.

Na sequência do desdobramento, muitos investidores passaram a sentir que era apenas uma questão de tempo antes que a fabricante do iPad fosse adicionada ao índice de 30 ações, pois havia sido excluída pelo fato de o preço do papel ser muito alto para o índice.

Acompanhe tudo sobre:AppleAT&TDow JonesEmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaTecnologia da informação

Mais de Mercados

Petróleo fecha em alta, de olho estoques dos EUA e após decisão do Fed

Bolsas da Europa fecham em alta, após quedas com incerteza política e acompanhando CPI dos EUA

Fed mantém juro inalterado nos EUA e projeta apenas um corte neste ano

Apple ultrapassa Microsoft impulsionada por IA e se torna a empresa mais valiosa do mundo

Mais na Exame