Mercados

Apple se aproxima dos US$ 300 bilhões em valor de mercado

Marca consolida a empresa como a de segundo maior valor em bolsa no mundo

Constante alta em Bolsa fez a Apple ultrapassar a Microsoft, sua principal concorrente, que vale US$ 239 bilhões (Brian Kersey/Getty Images)

Constante alta em Bolsa fez a Apple ultrapassar a Microsoft, sua principal concorrente, que vale US$ 239 bilhões (Brian Kersey/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 28 de dezembro de 2010 às 21h58.

Nova York - A Apple terminou nesta terça-feira a sessão no mercado Nasdaq com um valor de mercado muito próximo aos US$ 300 bilhões, um número histórico que a consolida como a segunda empresa com maior valor em bolsa do mundo.

Ao concluir o pregão desta segunda sessão da semana, as ações do gigante tecnológico americano eram negociadas a US$ 325,47 por ação, após ter subido US$ 0,79 centavos em relação ao fechamento de segunda-feira.

Com o avanço desta terça-feira, a companhia dirigida por Steve Jobs terminou com um valor de mercado de US$ 298,310 bilhões, ainda longe da empresa cotada que mais valor acumula no mundo todo, a companhia petrolífera americana Exxon Mobil, com US$ 370,22 bilhões.

A constante alta em Bolsa do criador dos computadores Macintosh e os populares iPod, iPhone e iPad, permitiu que a empresa superasse em maio a sua eterna concorrente Microsoft, que terminou com um valor de US$ 239,64 bilhões.

Há apenas dois anos, a conhecida empresa com o logotipo da maçã mordida não se encontrava entre as 50 maiores empresas do mundo por valor na bolsa, uma lista liderada pela Exxon e na qual também se destacam a companhia petrolífera PetroChina (US$ 230,79 bilhões no fechamento de hoje) e a Petrobras (US$ 229,23 bilhões).

Acompanhe tudo sobre:AçõesApplebolsas-de-valoresEmpresáriosEmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaPersonalidadesSteve JobsTecnologia da informação

Mais de Mercados

Investidores da Tesla são aconselhados a votar contra bonificação de US$ 56 bi para Musk

Por que Argentina de Milei tem animado o mercado, apesar de inflação recorde e retração

Após balanço, Nvidia (NVDC34) já vale mais que Amazon (AMZO34) e Tesla (TSLA34) juntas

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, com cautela por política monetária

Mais na Exame