Future of Money

Alta de 6.000%: conheça as criptomoedas que mais se valorizaram em 2021

Busca por risco, impulso de investidores famosos e estreia da Coinbase na bolsa impulsionam alta de criptoativos

A moeda mais tradicional do setor, o bitcoin, já subiu 91% no acumulado do ano (Jirapong Manustrong/Getty Images)

A moeda mais tradicional do setor, o bitcoin, já subiu 91% no acumulado do ano (Jirapong Manustrong/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 18 de abril de 2021 às 14h38.

As criptomoedas estão surfando um momento de alta, com os ativos caindo cada vez mais no gosto dos investidores. A moeda mais tradicional do setor, o bitcoin, já subiu 91% no acumulado do ano.

Quem tomou os holofotes nos últimos dias, no entanto, foi a dogecoin. Criada como uma sátira ao mercado de criptoativos, a moeda registra uma alta acumulada de mais de 6.000% em 2021 -- subindo quase 500% apenas na última semana.

Elon Musk, fundador da Tesla, é um dos principais responsáveis pela alta recenda da moeda. Musk tem declarado apoio à criptomoeda desde pelo menos 2019, mas foi no final do ano passado que começou a fazer isso com maior frequência em suas redes sociais e, a cada mensagem do fundador da Tesla, o preço da criptomoeda subia.

Para além do fenômeno dogecoin, o mercado de criptomoedas também foi estimulado por uma outra grande notícia no mercado de cripto na última semana: a abertura de capital da Coinbase. A maior corretora de criptoativos dos Estados Unidos estreou na Nasdaq na última quarta-feira, e chegou a atingir 100 bilhões de dólares em valor de mercado na máxima do dia.

A política monetária do Fed (Federal Reserve, banco central americano) também tem sido importante para as criptomoedas. Isso porque a promessa em manter as taxas de juros próximas de zero empurra investidores para opções mais arriscadas, como os criptoativos.

Conheça abaixo as 5 criptomoedas que mais se valorizaram em 2021 até o momento:

  1. Dogecoin, com valorização anual acumulada de 6.459% 
  2. BitTorrent, com 2.685% de alta em 2021
  3. Solana, com alta acumulada de 1.749% no ano
  4. Binance Coin, com valorização anual acumulada de 1.169% 
  5. VeChain, com 1.111% de alta em 2021

*Dados retirados da plataforma Investing

Acompanhe tudo sobre:BitcoinCriptomoedas

Mais de Future of Money

Quem vigia os vigilantes? Os impactos da inteligência artificial na segurança digital

Investidores da Tesla são aconselhados a votar contra bonificação de US$ 56 bi para Musk

Como montar uma carteira cripto lucrativa após a aprovação dos ETFs de ether?

O impacto tokenização de commodities: o caso dos tokens de ouro do HSBC

Mais na Exame