Mercados

Glencore dispara com possível venda de ativos de agricultura

O preço da ação da Glencore caiu mais de 60% neste ano, afetado por um colapso dos preços globais de commodities durante o último ano


	Glencore: o preço da ação da mineradora caiu mais de 60% neste ano, afetado por um colapso dos preços globais de commodities durante o último ano
 (Sebastian Derungs/AFP)

Glencore: o preço da ação da mineradora caiu mais de 60% neste ano, afetado por um colapso dos preços globais de commodities durante o último ano (Sebastian Derungs/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 5 de outubro de 2015 às 07h44.

Melbourne/ Londres - As ações da trader de commodities e mineradora Glencore avançavam nesta segunda-feira com a esperança de investidores de que a empresa esteja levando adiante seus planos de cortar dívida com a venda de uma fatia em ativos de agricultura.

O preço da ação da Glencore caiu mais de 60% neste ano, afetado por um colapso dos preços globais de commodities durante o último ano e pelo nervosismo do mercado sobre a capacidade da mineradora de pagar sua pesada dívida.

A trader baseada na Suíça prometeu cortar a dívida líquida para 20 bilhões de dólares ante 30 bilhões com a venda de ativos, redução de investimentos, suspensão de pagamentos de dividendos e um aumento de capital de 2,5 bilhões de dólares com novas ações por meio de uma venda concluída mais cedo neste mês.

A Reuters noticiou na sexta-feira que a Glencore está em conversas com um fundo soberano da Arábia Saudita e a trader de grãos chinesa apoiada pelo Estado COFCO, assim como fundos de pensão canadenses, para vender uma fatia nos ativos.

A empresa disse que está a caminho de vender uma fatia em seu negócio de agricultura até o início do ano que vem, segundo o Barclays.

Nesta segunda-feira, as ações da Glencore listadas em Hong Kong chegaram a subir 72% antes de fecharem em alta de 18%, a 12,6 dólares de Hong Kong. Em Londres, as ações chegaram a subir 20% no início dos negócios, e avançavam 8,35% às 7h32 no horário de Brasília.

Acompanhe tudo sobre:AgriculturaEmpresasEmpresas suíçasGlencoreGlencore XstrataMineradorasTrigo

Mais de Mercados

‘Descolado’ e bom demais para ignorar: BB começa a cobrir Nubank com recomendação de compra

Investimentos em energia terão que dobrar até o fim da próxima década, projeta BlackRock

“Nova revolução”: como os maiores bancos do Brasil estão se preparando para lidar com a IA

Ibovespa fecha em queda com investidores repercutindo ata do Copom; dólar sobe a R$ 5,44

Mais na Exame