Mercados

Ação da Samsung se recupera com venda de área de impressoras

Samsung e HP anunciaram a venda da unidade de impressoras do grupo sul-coreano; nesta terça-feira, a ação da Samsung se recuperou e registrou alta de 4,23%


	Samsung: os problemas do Galaxy Note 7 derrubaram as ações da empresa na Bolsa de Seul
 (Woohae Cho/Bloomberg)

Samsung: os problemas do Galaxy Note 7 derrubaram as ações da empresa na Bolsa de Seul (Woohae Cho/Bloomberg)

DR

Da Redação

Publicado em 13 de setembro de 2016 às 09h37.

As ações do grupo sul-coreano Samsung Electronics se recuperaram nesta terça-feira, após dois dias de queda vinculada aos problemas do smartphone Galaxy Note 7, graças à venda, por 1 bilhão de dólares, de sua unidade de impressoras para a americana HP.

As ações da empresa, a mais importante da Coreia do Sul, caíram 10% entre sexta-feira e segunda-feira, registrando o menor nível em dois meses.

Mas após o fechamento da Bolsa de Seul na segunda-feira, a Samsung e a americana HP anunciaram a venda da unidade de impressoras do grupo sul-coreano. Nesta terça-feira, a ação da Samsung se recuperou e registrou alta de 4,23%.

Os problemas do Galaxy Note 7, cuja bateria pode explodir em caso de sobrecarga, derrubaram nos dias anteriores as ações da empresa na Bolsa de Seul.

Várias companhias aéreas proibiram o suo do modelo de smartphone em seus aviões e a Comissão de Segurança de Produtos do Consumidor (CPSC) dos Estados Unidos recomendou que as pessoas parem de usar o Note 7.

Acompanhe tudo sobre:AçõesEmpresasEmpresas americanasEmpresas coreanasempresas-de-tecnologiaHPIndústria eletroeletrônicaSamsungServiços

Mais de Mercados

B3 suspende negociação da Petrobras (PETR4) após divulgação de nova diretoria

Inflação baixou, mas Fed ficou mais conservador: o que aconteceu?

Petrobras (PETR4) paga dividendos extraordinários e regulares na próxima semana

"O corte de juros acabou e Copom unânime deve favorecer o câmbio", diz Ettore Marchetti, da EQI

Mais na Exame