Acompanhe:

Transforme R$10 mil de dívidas em investimentos, segundo especialista

Com estas dicas, o investidor Jerson Zanlorenzi, responsável pela mesa de ações e derivativos do BTG Pactual, te ajuda a ir de devedor a investidor

Jerson Zanlorenzi, responsável pela mesa de ações e derivativos do BTG Pactual, traz uma estratégia que promete virar o jogo e tornar uma pessoa devedora em uma investidora (Gustavo Mellossa/iStock/Getty Images)

Jerson Zanlorenzi, responsável pela mesa de ações e derivativos do BTG Pactual, traz uma estratégia que promete virar o jogo e tornar uma pessoa devedora em uma investidora (Gustavo Mellossa/iStock/Getty Images)

T
Tales Ramos

Publicado em 8 de março de 2022, 17h40.

Última atualização em 8 de março de 2022, 18h03.

O ano de 2021 foi muito difícil economicamente para a população brasileira. Com a inflação atingindo o maior patamar em seis anos, cada vez mais as famílias tiveram de recorrer a empréstimos para pagar suas contas. Em dezembro do ano passado, mais de 75% das famílias brasileiras possuíam dívidas ativas. Com a expectativa da taxa de juro crescendo para 2022, este se mostra o momento importante para as pessoas se livrarem de suas dívidas.

Em um dos episódio do quadro e Construindo Riqueza — disponível no YouTube da EXAME Invest — Jerson Zanlorenzi, responsável pela mesa de ações e derivativos do BTG Pactual, traz uma estratégia que promete virar o jogo e tornar uma pessoa devedora em uma investidora. Nestes cinco passos Zanlorenzi exemplifica como, em 12 meses, uma pessoa pode transformar R$ 10 mil em dívidas em R$ 5 mil de investimento. Confira:

Não seja mais um devedor, aprenda como atingir sua liberdade financeira nessa série de aulas gratuitas.

1. Análise da dívida

O primeiro passo é ter clareza da dívida que foi adquirida. Saber o valor, a taxa de juro e o vencimento da mesma, assim é possível entender qual o tempo de planejamento, o valor final da dívida e se a taxa de juro está alta e pode ser negociada.

Para servir de exemplo, usaremos um caso de dívida de R$ 10 mil com vencimento de 12 meses. Por enquanto ainda não calculamos a taxa de juro, pois iremos tentar diminuí-la com nosso provedor.

2. Negociação do juros

Se a taxa de juro está alta, Zanlorenzi comenta que sempre é uma boa estratégia tentar negociar com o banco ou provedor do cartão que detém sua dívida. Ele acredita que sempre é possível diminuir a porcentagem e conseguir valores mais realistas com sua situação financeira.

Digamos que após a negociação, foi possível diminuir a taxa de juro para 1,7% ao mês. Com o valor inicial de R$ 10 mil e o vencimento de 12 meses, estamos falando de um valor final de aproximadamente R$ 12,2 mil. Este é o valor final da dívida que precisamos quitar.

Negocie suas dívidas, se livre dos juros abusivos e atinja a liberdade financeira de maneira gratuita.

3. Planejamento de reserva

Uma das coisas mais importante para se livrar das dívidas é a economia. Zanlorenzi comenta que é importante avaliar sua receita pessoal e os gastos fixos para que seja possível guardar uma quantia de dinheiro mensalmente para investir.

Para o nosso exemplo, consideramos que a nossa receita total, envolvendo salário, vendas e outras entradas somem um R$ 5 mil por mês. Dado os custos mensais fixos e uma diminuição nos gastos como um todo, conseguimos estabelecer uma reserva de investimento de R$ 1,4 mil todos os meses.

4. Investir com juros compostos

Essa reserva não serve apenas para que acumule no pagamento da dívida, é preciso garantir que essa economia renda e consiga multiplicar de valor através de investimentos em renda fixa. “É preciso surfar nos juros compostos” disse Zanlorenzi. Investindo essa reserva mensalmente é possível garantir um rendimento ainda maior do que o esperado.

Exemplificando, vamos usar como base um investimento de renda fixa, prefixado em 8% ao ano. Fazendo aportes de R$ 1,4 mil todos os meses, (com um investimento total de R$ 16,8 mil), é possível acumular um total de R$ 17,4 mil após os 12 meses.

Aprenda mais sobre como usar a estratégia de juros compostos para aumentar seus rendimentos.

5. Mudando de jogo

Com um total acumulado de R$ 17,4 mil e uma dívida final de R$ 12,2 mil, foi possível ir de devedor para um investidor com mais de R$ 5 mil investidos. “E continuando assim, você pode continuar acumulando capital e construindo riqueza”, disse Zanlorenzi.

Nos trilhos da prosperidade

Quer saber mais sobre dicas de economia e investimentos capazes de te ajudar a alcançar sua liberdade financeira? Participe da Masterclass Nos Trilhos da Prosperidade. Organizada pela EXAME e ministrada pelo professor Jerson Zanlorenzi, essa série gratuita de quatro vídeos promete te dar as melhores dicas de como lidar melhor com seu dinheiro, desde gestão financeira até investimentos. 

Se inscreva agora e já tenha acesso ao primeiro episódio!

 

Últimas Notícias

ver mais
É assim que os bilionários ganham dinheiro com investimentos
seloAcademy

É assim que os bilionários ganham dinheiro com investimentos

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Três dicas para diversificar seu portfólio e construir riqueza
seloAcademy

Três dicas para diversificar seu portfólio e construir riqueza

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Cripto que pode saltar 19.900% recebe R$100 mi da empresa de Bill Gates
seloAcademy

Cripto que pode saltar 19.900% recebe R$100 mi da empresa de Bill Gates

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Fundos Imobiliários X ações: o que rende mais?
seloAcademy

Fundos Imobiliários X ações: o que rende mais?

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
icon

Brands

ver mais

Uma palavra dos nossos parceiros

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais