Acompanhe:

A X.AI, startup de inteligência artificial (IA) fundada por Elon Musk, protocolou na Securities and Exchange Commission (SEC) um pedido para captar até US$ 1 bilhão em uma oferta de ações. A empresa já arrecadou cerca de US$ 135 milhões de quatro investidores, com a primeira rodada realizada em 29 de novembro. O documento também menciona um acordo "vinculativo e executável" para a compra das ações restantes.

Anunciada em julho por Musk, a X.AI tem como missão "compreender a verdadeira natureza do Universo", conforme descrito em seu site. No mês passado, a startup lançou Grok, um chatbot inspirado no livro "O Guia do Mochileiro das Galáxias". Grok foi treinado durante dois meses e possui conhecimento em tempo real da internet, segundo a empresa.

O chatbot Grok é programado para responder a perguntas com um toque de humor e possui uma natureza rebelde. A X.AI destaca em seu site que Grok responde até mesmo a perguntas mais ousadas, geralmente rejeitadas por outros sistemas de IA.

Com Grok, a X.AI busca competir diretamente com empresas como a OpenAI, criadora do ChatGPT, e com tecnologias como Bard, do Google, e o chatbot Claude, da Anthropic. Curiosamente, Musk foi um dos fundadores da OpenAI, mas se desligou do projeto em 2018 após desentendimentos com o cofundador Sam Altman.

Os investimentos de Musk em IA

No início deste ano, Musk teria adquirido milhares de GPUs de alto desempenho da Nvidia, essenciais para construir modelos de linguagem de grande escala.

Além da X.AI, Musk lidera ou possui participações em várias empresas, incluindo a Tesla e a SpaceX, além da desenvolvedora de túneis subterrâneos Boring Company e da startup de tecnologia cerebral Neuralink.

Em um comunicado recente, Musk informou que os investidores da X (anteriormente Twitter) deterão 25% da X.AI.

A X.AI afirma em seu site que, apesar de ser uma empresa independente da X Corp, trabalhará em estreita colaboração com a X (Twitter), Tesla e outras empresas para avançar em sua missão.

Entre os profissionais envolvidos na X.AI estão ex-membros da DeepMind, OpenAI, Google Research, Microsoft Research, Twitter e Tesla. Eles já trabalharam em projetos como AlphaCode da DeepMind e os chatbots GPT-3.5 e GPT-4 da OpenAI.

Em uma teleconferência sobre os resultados da Tesla em julho, Musk explicou aos analistas sobre a X.AI: "Havia alguns dos melhores engenheiros e cientistas de IA do mundo dispostos a se juntar a uma startup, mas não a uma empresa grande e relativamente estabelecida como a Tesla. Então, pensei que seria melhor se fosse uma startup que eu liderasse do que eles trabalharem em outro lugar. Esse foi o início da X.AI."

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
McDonald’s está usando IA no processo seletivo — e o resultado é bizarro
Inteligência Artificial

McDonald’s está usando IA no processo seletivo — e o resultado é bizarro

Há 2 dias

Você pode experimentar a nova ferramenta de vídeo da OpenAI – basta pedir para Sam Altman
Inteligência Artificial

Você pode experimentar a nova ferramenta de vídeo da OpenAI – basta pedir para Sam Altman

Há 2 dias

Conheça o Sora, novo modelo da OpenAI que pode criar vídeos realistas do zero
Inteligência Artificial

Conheça o Sora, novo modelo da OpenAI que pode criar vídeos realistas do zero

Há 3 dias

Universidade de elite dos EUA vai oferecer bacharelado em Inteligência Artificial
Inteligência Artificial

Universidade de elite dos EUA vai oferecer bacharelado em Inteligência Artificial

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais