Inteligência Artificial

Mistral AI levanta US$ 645 milhões e atinge valor de US$ 6,5 bilhões

Startup francesa desafia OpenAI com novos investimentos liderados pela General Catalyst e amplia sua presença no mercado de inteligência artificial

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 11 de junho de 2024 às 16h24.

A Mistral AI, startup parisiense de inteligência artificial, arrecadou mais US$645 milhões em uma nova rodada de financiamento, atingindo uma avaliação de quase US$6,5 bilhões. Fundada há um ano com o apoio de Microsoft e Nvidia, a empresa surgiu como um competidor improvável da OpenAI.

A rodada de investimentos, que triplicou o valor da empresa desde dezembro, foi liderada pela General Catalyst e contou com a participação de investidores já existentes, como Lightspeed, Andreessen Horowitz, Bpifrance e BNP Paribas. Entre os apoiadores corporativos estão Nvidia, Salesforce, Samsung e IBM.

 Timothée Lacroix, Guillaume Lample e Arthur Mensch, ex-pesquisadores da Google DeepMind e Meta

Yuri Milner, da DST Global, também participou como novo investidor, segundo fontes envolvidas no acordo. Microsoft, que havia investido US$16 milhões em fevereiro, não participou desta nova rodada.

O financiamento, dividido em US$503 milhões em equity e US$142 milhões em dívida, é o maior já registrado para uma startup europeia de IA. Com isso, a Mistral busca expandir sua posição de player europeu que pode concorrer globalmente.

Investidores em busca da melhor IA

Investidores estão apostando fortemente em startups de IA que desenvolvem grandes modelos de linguagem, sistemas sofisticados capazes de gerar texto e imagens de alta qualidade em segundos. Empresas como Microsoft, Google, Meta e Amazon estão investindo bilhões em infraestrutura para competir nesse mercado.

A Mistral foi fundada em meados de 2023 por Timothée Lacroix, Guillaume Lample e Arthur Mensch, ex-pesquisadores da Google DeepMind e Meta, que permanecem como acionistas majoritários.

A rodada mais recente ocorre duas semanas após Elon Musk levantar US$6,45 bilhões para sua startup xAI, com várias empresas tentando rivalizar com o avanço da OpenAI, impulsionado por US$14 bilhões em investimentos da Microsoft.

A Mistral, elogiada pelo presidente francês Emmanuel Macron, arrecadou US$113 milhões em uma das maiores rodadas de seed da Europa em junho do ano passado, e seu valor saltou para US$2,15 bilhões em dezembro.

Com cerca de 60 funcionários, a maioria na França, a Mistral se diferencia da OpenAI ao disponibilizar muitos de seus sistemas de IA como software de código aberto, atraindo grandes clientes corporativos que preferem não depender de grandes provedores dos EUA.

Arthur Mensch afirmou que a empresa optou por levantar mais capital para escalar seus esforços de comercialização e adquirir mais recursos computacionais, essenciais para expandir a equipe e superar as barreiras da inteligência artificial.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

Senado defende aprovação de projeto de lei sobre inteligência artificial no Brasil

Google lança ferramenta de IA NotebookLM e novos recursos em português

Com regulação branda, Milei quer tornar Argentina em polo da inteligência artificial

Musk ameaça banir dispositivos da Apple de suas empresas após novidade com ChatGPT

Mais na Exame