Acompanhe:

'Maps' em 3D e alerta para inundações: Google anuncia ferramentas no Brasil com foco em IA

Durante o Google for Brasil, gigante da tecnologia apresentou novos recursos de IA que serão integrados a recursos de educação, monitoramento de riscos climáticos e geolocalização

Modo escuro

Continua após a publicidade
Google: A gigante de tecnologia, que já aplica IA em várias de suas ferramentas, tem acelerado o uso da tecnologia (Dado Ruvic/Reuters)

Google: A gigante de tecnologia, que já aplica IA em várias de suas ferramentas, tem acelerado o uso da tecnologia (Dado Ruvic/Reuters)

Com esforços para expandir o uso da inteligência artificial, o Google anunciou nesta terça-feira, em São Paulo, uma série de novos recursos para educação, monitoramento de riscos climáticos e geolocalização que aplicam a tecnologia. Durante o Google for Brasil, a empresa também apresentou mais ferramentas para buscas.

A gigante de tecnologia, que já aplica IA em várias de suas ferramentas, tem acelerado o uso da tecnologia desde o lançamento do ChatGPT, pela OpenAI, em novembro do ano passado. O Bard, criado pelo Google para concorrer com o chatbot, não teve, no entanto, sua chegada anunciada no Brasil. Segundo Fábio Coelho, presidente do Google Brasil, o objetivo é fazer um "lançamento cauteloso" dos modelos de IA pela empresa.

Uma das novidades apresentadas pela companhia foi uma atualização do Sistema de Alerta de Previsão de Inundações, que vai permitir que os usuários sejam notificados, em tempo real, sobre alertas de enchentes em locais de risco pelo celular. Com o monitoramento feito a partir de dados do Serviço Geológico do Brasil (SGB/CPRM), a ferramenta irá alcançar 80 regiões, em dezessete bacias hidrográficas.

Ao ativarem o alerta em celulares, populações que vivem próximas às bacias de rios como Amazonas, São Francisco e Paraguai serão notificadas quando o nível do rio puder causar enchentes. Para fazer o monitoramento, a empresa aplica inteligência artificial para cruzar dados de históricos de enchentes com imagens de satélites em tempo real e monitoramento do nível da água no local. O sistema está disponível para celulares com sistema Android.

— Baseado no dado histórico e na situação atual, o sistema consegue prever quanto o nível da água vai subir, enquanto tempo e quais localidades — explica Bia Mori, gerente de Parcerias da área de impacto social do Google.

Ainda no monitoramento de fenômenos climáticos, a empresa anunciou uma parceria com o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e prefeitura do Rio de Janeiro para ajudar na criação de modelos de IA que podem prever o momento exato de uma chuva ou tempestade na cidade. Os sistemas ainda serão desenvolvidos e não há previsão de quando serão lançados.

'Google Maps' imersivo e IA para professores

Para o Google Maps, de geolocalização, a empresa anunciou a chegada de duas funcionalidades recursos ao Brasil. Uma delas, a Indoor Live View, oferece um recurso de realidade aumentada que permite aos usuários navegarem intensamente em locais movimentados, como aeroportos, shoppings e metrôs.

O sistema, que funciona como uma espécie de 'Street View' para espaços fechados, conduz os usuários aos locais de destino. O recurso será lançado primeiro no Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU) e estará disponível nas próximas semanas. Depois, a empresa pretende lançar a ferramenta para estações de metrô.

Outra funcionalidade, a de Visualização Imersiva, leva ao Google Maps detalhes em três regiões sobre locais emblemáticos de grandes cidades. A ferramenta, que já estava disponível em metrópoles como Nova York, Londres e São Francisco, agora vai apresentar pontos turísticos em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Fortaleza.

Para educação, o Google apresentou a integração da inteligência artificial ao Google Sala de Aula, com um sistema chamado "Série de Exercícios". A plataforma vai oferecer a professores uma ferramenta digital que aplica a IA para criar tarefas para os estudantes e os ajuda na resolução dos problemas.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Agora é possível 'hackear' o ChatGPT; entenda
Inteligência Artificial

Agora é possível 'hackear' o ChatGPT; entenda

Há 14 horas

Terapia por IA: atendimento 24h, barato e sem julgamentos atrai pacientes. Mas funciona?
Inteligência Artificial

Terapia por IA: atendimento 24h, barato e sem julgamentos atrai pacientes. Mas funciona?

Há 15 horas

Inteligência Artificial que diz reconhecer autenticidade em quadros levanta debate
Inteligência Artificial

Inteligência Artificial que diz reconhecer autenticidade em quadros levanta debate

Há 15 horas

O dilema da IA: ela acelera tarefas, mas atrasa a conclusão do trabalho que devia ter sido autoral
seloCarreira

O dilema da IA: ela acelera tarefas, mas atrasa a conclusão do trabalho que devia ter sido autoral

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais