Inteligência Artificial

IA da Domino's prevê pedidos de pizza antes de serem feitos

Rede de pizzarias quer acelerar entregas e prever pedidos de consumidores

Domino's quer fidelizar os clientes adiantando os pedidos com IA. (Matt Cardy/Getty Images)

Domino's quer fidelizar os clientes adiantando os pedidos com IA. (Matt Cardy/Getty Images)

Fernando Olivieri
Fernando Olivieri

Redator na Exame

Publicado em 7 de junho de 2024 às 14h52.

Última atualização em 20 de junho de 2024 às 13h57.

A Domino's está apostando que a Inteligência Artificial (IA), nos Estados Unidos, a ajudará a fazer e entregar pizzas com mais rapidez, de acordo com o CEO Russell John Weiner. Ele afirma, em entrevista para a Quartz, que a maior rede de pizzarias do mundo já está usando a tecnologia

"Nós preparamos pizzas antes mesmo das pessoas pedirem", disse Weiner aos investidores durante a teleconferência de resultados da empresa em maio. "Você começa seu pedido online e, em algum momento, nosso algoritmo percebe que você está pronto para finalizar e começamos a fazer a pizza."

Com a IA, os entregadores não precisam perder tempo procurando vaga para pegar a pizza, explica Weiner. Como o pedido já estará pronto, os funcionários poderão entregá-lo rapidamente.

"Isso significa que estamos preparando sua pizza antes. Significa que estamos colocando o entregador na rua mais rápido", disse ele. "Mais entregas para eles, mais gorjetas e entregas mais rápidas para você. E isso fideliza os clientes."

"Não é o algoritmo mais sofisticado, como algo saído de Star Trek, mas isso está ajudando muito o negócio no momento", disse Weiner. Ele acrescentou que, a longo prazo, a Domino's quer chegar a um ponto onde a IA seja inteligente o suficiente para detectar quando faltam entregadores ou quando é melhor segurar a produção de pizzas, em vez de um gerente ter que tomar essas decisões.

Parceria com a Microsoft

A Domino's já está trabalhando com a Microsoft para usar IA e facilitar o pedido de pizzas em seu site. Weiner disse que quer que os clientes pensem no assistente de IA "quase como um serviço de concierge de pizza".

Além disso, Weiner espera que a IA possa ajudar a Domino's a otimizar as operações internas. A empresa está desenvolvendo um assistente de IA para ajudar os gerentes das lojas a economizar tempo em tarefas diárias, como gerenciamento de estoque, pedidos de ingredientes e escalonamento de funcionários.

"Como podemos usar a IA para encontrar essas soluções?", questionou Weiner. "Eles consultam o manual de treinamento? Ligam para um número de telefone ou usam essa tecnologia de copiloto para resolver as coisas na hora, sem incidentes? É nisso que estamos trabalhando com a Microsoft".

Acompanhe tudo sobre:AlimentaçãoDomino'sEstados Unidos (EUA)Inteligência artificialMicrosoft

Mais de Inteligência Artificial

OpenAI melhora processo de recrutamento por temer espiões chineses

A inteligência artificial consegue contar boas piadas? Pesquisadores fizeram o teste

Cofundador da OpenAI anuncia lançamento de nova empresa de IA

As ações nada óbvias que podem se beneficiar pelo boom da IA

Mais na Exame