Mundo

Polícia de Los Angeles prende quadrilha especializada em roubar Lego

Investigadores encontraram 2.800 kits na residência de um idoso, em Long Beach

Los Angeles, Estados UnidosPeças de LEGO, brinquedo popular de montagem sobre o qual a Polícia de Los Angeles descobriu existir um esquema de roubo (AFP)

Los Angeles, Estados UnidosPeças de LEGO, brinquedo popular de montagem sobre o qual a Polícia de Los Angeles descobriu existir um esquema de roubo (AFP)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 7 de junho de 2024 às 17h01.

Última atualização em 7 de junho de 2024 às 17h14.

Todo pai sabe como encontrar uma peça de Lego: basta andar descalço pela casa. Mas a polícia de Los Angeles acabou descobrindo um volume muito maior deste popular brinquedo de montar: um total de 2.800 caixas.

Os kits, que segundo os registros incluíam temas como "Harry Potter" e "Star Wars", foram encontrados na casa de um homem, suspeito de integrar uma quadrilha especializada no roubo de LEGO.

Detetives da Polícia de Los Angeles revelaram que vinham rastreando roubos deste brinquedo desde dezembro.

Eles reuniram evidências nos meses seguintes e, após flagrar Blanca Gudino, de 39 anos, supostamente afanando caixas de Lego em uma loja local, entraram em ação.

Nesta quinta-feira, 6, eles fizeram uma batida na residência em Long Beach de Richard Siegel, de 71 anos, onde encontraram 2.800 kits, cujo valor a polícia estima entre US$ 20 (R$ 105) e mais de US$ 1.000 (R$ 5.300) cada um.

"Durante a investigação dos agentes na casa de Siegel, potenciais compradores dos brinquedos chegaram, atraídos por anúncios postados por Siegel em sites de venda na internet", informou o Departamento de Polícia de Los Angeles na quinta-feira.

O homem foi acusado de roubo organizado no varejo, enquanto Gudino foi denunciada por supostamente furtar as caixas dos brinquedos no esquema montado por Siegel.

Acompanhe tudo sobre:LegoRoubosEstados Unidos (EUA)Califórnia

Mais de Mundo

Bombardeio aéreo russo atinge prédio residencial e deixa três mortos e 37 feridos, afirma Ucrânia

Egito quer penalizar empresas turísticas pelas mortes de peregrinos em Meca

Governo colombiano inicia diálogo com dissidência das Farc

Ministro alemão diz que tarifas da UE a carros elétricos chineses não são punitivas

Mais na Exame