Inteligência Artificial

Ex-engenheiro do Google é acusado de roubar 'segredos de IA' para vender para empresa chinesa

Apenas em maio de 2023 o então funcionário teria feito o upload de mais de 500 arquivos confidenciais

Publicado em 7 de março de 2024 às 06h40.

Um ex-engenheiro de software do Google foi indiciado na Califórnia sob a acusação de roubar segredos comerciais relacionados à inteligência artificial da unidade da Alphabet, para beneficiar duas empresas chinesas para as quais ele estava trabalhando secretamente.

Segundo a Reuters, Linwei Ding, também conhecido como Leon Ding, foi acusado na terça-feira por um júri federal em São Francisco de quatro possíveis crimes envolvendo  roubo de segredos comerciais. O chinês de 38 anos foi preso na manhã de quarta-feira em sua casa em Newark, Califórnia.

A acusação contra Ding foi revelada pouco mais de um ano depois que o governo Biden criou uma força-tarefa para ajudar a impedir que tecnologia avançada seja adquirida por países como a China e a Rússia

"O Departamento de Justiça simplesmente não tolerará o roubo de nossos segredos comerciais e inteligência", disse o procurador-geral dos EUA, Merrick Garland, em uma conferência em São Francisco.

De acordo com a acusação, Ding roubou informações detalhadas sobre a infraestrutura de hardware e a plataforma de software que permite que os centros de dados de supercomputação do Google treinem grandes modelos de IA por meio de aprendizado de máquina. Apenas em maio de 2023 Ding teria feito o upload de mais de 500 arquivos confidenciais.

Nos projetos roubados, segundo a Reuters, estavam documentos que mostravam como a Alphabet estava trabalhando para conseguir uma vantagem na computação na nuvem em comparação à Amazon e Microsoft, e como poderia reduzir sua dependência de chips da Nvidia.

Contratado pelo Google em 2019, Ding supostamente começou seus roubos três anos depois, enquanto estava sendo cortejado para se tornar diretor de tecnologia de uma empresa chinesa de tecnologia em estágio inicial.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialGoogle

Mais de Inteligência Artificial

OpenAI melhora processo de recrutamento por temer espiões chineses

A inteligência artificial consegue contar boas piadas? Pesquisadores fizeram o teste

Cofundador da OpenAI anuncia lançamento de nova empresa de IA

As ações nada óbvias que podem se beneficiar pelo boom da IA

Mais na Exame