Inteligência Artificial

Bill Gates quer que você leia este livro sobre inteligência artificial

Bilionário compartilhou um livro que discute a entrada de IA na educação

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 20 de maio de 2024 às 13h57.

Bill Gates, conhecido por compartilhar suas leituras, recentemente recomendou um livro que aborda a inteligência artificial e sua aplicação na educação. Em suas redes sociais, o cofundador da Microsoft destacou "Brave New Words: How AI Will Revolutionize Education (And Why That’s a Good Thing)", escrito por Sal Khan, fundador e CEO da Khan Academy. O livro, publicado na semana passada, explora como a tecnologia de IA, que avança rapidamente, pode melhorar a qualidade da educação que os estudantes recebem em todo o mundo.

Gates enfatizou que qualquer pessoa apaixonada por educação deve ler este livro, elogiando a visão de Khan sobre o uso da IA para ampliar as oportunidades educacionais para todos. No livro, Khan discute o potencial dos sistemas alimentados por IA, como o ChatGPT, que impulsiona o Khanmigo, para revolucionar o ensino e a aprendizagem, auxiliando professores sobrecarregados e adaptando as aulas para alunos individuais.

Evolução na edução

A IA na tutoria pode ajudar a “fechar a lacuna educacional” com assistência direta para estudantes de baixa renda, inclusive em países em desenvolvimento, observou Gates no ano passado em seu podcast "Unconfuse Me", em um episódio com Khan. Ele comparou a IA a um excelente professor de ensino médio que realmente avalia o trabalho dos alunos e os incentiva a melhorar.

A Khan Academy lançou o Khanmigo para mais de 65.000 estudantes, embora o programa de tutoria com IA ainda esteja em fase experimental e tenha sido notado que o chatbot ainda comete erros regulares em matemática. Tais erros são um motivo para que os pais permaneçam cautelosos ao adotar a IA na educação de seus filhos.

Olhando para o futuro, Gates continua animado com o potencial da IA para transformar a educação global, à medida que a tecnologia melhora na próxima década e além. Ele acredita que, nos próximos 10 anos, essas novas ferramentas podem tanto fechar a lacuna de aprendizado quanto elevar o nível geral de desempenho, especialmente para estudantes de baixa renda e minorias.

Acompanhe tudo sobre:Bill GatesEducaçãoTecnologia

Mais de Inteligência Artificial

A IA no cotidiano: entre a produtividade e o riso

OpenAI melhora processo de recrutamento por temer espiões chineses

A inteligência artificial consegue contar boas piadas? Pesquisadores fizeram o teste

Cofundador da OpenAI anuncia lançamento de nova empresa de IA

Mais na Exame