Visa lança consultoria para auxiliar a entrada de bancos no mundo cripto

Gigante no setor de pagamentos afirma que todos os bancos deveriam ter uma estratégia voltada para mundo cripto e pretende ser a ponte entre as instituições financeiras tradicionais e o setor cripto
A empresa realizou um estudo para entender a demanda pelas criptomoedas (SOPA Images/Getty Images)
A empresa realizou um estudo para entender a demanda pelas criptomoedas (SOPA Images/Getty Images)
C
CoindeskPublicado em 08/12/2021 às 10:32.

A Visa criou uma consultoria cripto a nível global para ajudar as instituições financeiras a desenvolver seus negócios no mundo das criptomoedas, já que a demanda por vários produtos no setor continua crescendo, afirmou a empresa em um comunicado.

“Achamos que é um papel importante para a Visa, ser esta ponte entre os bancos e o ecossistema cripto”, disse Cuy Sheffield, head de criptoativos na Visa. “Todos os bancos devem ter uma estratégia no setor cripto.”

A equipe de consultoria de criptoativos da Visa trabalhará junto com o grupo de consultoria e análise da empresa para aconselhar os bancos sobre sua estratégia e execução no setor cripto, além de ajudar os bancos a construir equipes dedicadas neste âmbito.

Sheffield diz que houve um ponto de inflexão nos últimos nove meses em que os bancos começaram a reconhecer que seus consumidores desejam acesso às criptomoedas. Enquanto isso, eles também querem descobrir como podem atender melhor a empresas do mundo cripto, como corretoras e carteiras digitais, de acordo com Sheffield.

Em um estudo recente conduzido pela Visa, 18% dos participantes no mundo todo revelaram que provavelmente trocariam os bancos tradicionais por um que oferecesse produtos relacionados às criptomoedas no próximo ano. Nos mercados emergentes, esse número subiu para 24%. E para os consumidores que já possuem criptomoedas, o estudo da Visa descobriu que quase 40% dos participantes expressaram a vontade de trocar seus bancos por outros que ofereçam produtos do mundo cripto.

Texto traduzido por Mariana Maria Silva e republicado com autorização da Coindesk

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok