Future of Money

Usuário perde mais de R$ 1 milhão após erro em transferência de criptomoedas

Investidor teria sido vítima de golpe que envolve alteração em endereço de carteira digital que recebe valor transferido

Golpes no mercado de criptomoedas exigem atenção de investidores (Reprodução/Reprodução)

Golpes no mercado de criptomoedas exigem atenção de investidores (Reprodução/Reprodução)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 23 de abril de 2024 às 14h04.

Um investidor perdeu no último domingo, 21, cerca de US$ 258 mil (R$ 1,32 milhão, na cotação atual) em criptomoedas após cair em um golpe. A transferência foi identificada pela plataforma de análise de blockchains Scam Sniffer, que também explicou como o golpe foi posto em prática.

Em uma publicação no X, antigo Twitter, a empresa explicou que os golpistas criaram tokens falsos que se assemelhavam ao ether e então criaram um endereço de carteira digital semelhante ao próprio endereço do investidor que foi alvo da ação, buscando induzir um erro em transferências de ativos.

Em seguida, os golpistas criaram transferências falsas de uma carteira para a outra. Com isso, o investidor acabou recebendo também o endereço da carteira criada pelos golpistas. Sem perceber a diferença sutil entre os dois endereços, ele acabou copiando os dados e colando no ambiente de transferência.

Com isso, o erro no endereço inserido fez com que a quantia de criptomoedas enviadas por ele acabasse destinada à carteira digital dos golpistas. As redes blockchain não permitem reverter transações já realizadas, o que significa que a vítima perdeu a quantia milionária de criptomoedas.

O golpe identificado pela Scam Sniffer não usa vírus ou outras tecnologias. Na verdade, ele é classificado como uma ação de engenharia social, em que os criminosos criam um esquema para enganar o alvo e fazer com que ele compartilhe voluntariamente dados sensíveis ou realize transferências.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

No mundo das criptomoedas, um dos golpes de engenharia social mais populares envolve exatamente a manipulação de endereços de carteiras. Os endereços são sequências de letras e números que acabam tendo uma extensão grande. Uma troca de apenas um desses dígitos já faz com que o destinatário da transferência mude.

Em geral, os golpistas realizam poucas mudanças no endereço, de modo que a vítima não perceba a alteração. Sem uma verificação apropriada para garantir que a sequência está corretora, o golpe acaba ocorrendo e o valor é transferido para o endereço criado especificamente para o golpe.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:CriptomoedasCriptoativosseguranca-digital

Mais de Future of Money

Investidores institucionais não acreditam em alta do bitcoin no curto prazo, aponta relatório

Dolce & Gabbana é processada nos EUA após problemas em coleção de NFTs

Ethereum pode "surpreender" investidores e voltar a disparar, afirma Coinbase

Projeto vencedor de hackathon na Ethereum Rio une blockchain e IA para melhorar o sistema carcerário

Mais na Exame