Future of Money

Ripple, criadora do XRP, anuncia stablecoin pareada ao dólar e quer liderar setor

Empresa anunciou que paridade será garantida por depósitos em dólares, títulos do Tesouro do governo dos EUA de curto prazo e outros equivalentes de caixa

Ripple é mais conhecida por criar a criptomoeda XRP (Ulrich Baumgarten/Getty Images)

Ripple é mais conhecida por criar a criptomoeda XRP (Ulrich Baumgarten/Getty Images)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 4 de abril de 2024 às 15h22.

Última atualização em 4 de abril de 2024 às 15h39.

A Ripple anunciou nesta quinta-feira, 4, o lançamento de uma stablecoin própria que será pareada ao dólar. A empresa, que explora diferentes casos de uso para a tecnologia blockchain, é mais conhecida por ter criado a criptomoeda XRP, que está entre as dez mais valiosas do mercado.

Em um comunicado sobre o projeto, a Ripple explicou que a moeda digital será "100% apoiada por depósitos em dólares, títulos do Tesouro do governo dos Estados Unidos de curto prazo e outros equivalentes de caixa" como forma de garantir a paridade com a moeda americana. O nome do ativo ainda não foi divulgado.

A empresa afirmou que a stablecoin deverá ser lançada ainda neste ano, mas o processo dependerá da "aprovação regulatória aplicável". A ideia é que a moeda digital fique disponível nos blockchains XRP Ledger (XRPL) — da própria companhia — e Ethereum, com possíveis expansões para outras redes no futuro.

Monica Long, presidente da Ripple, destacou que "emitir nossa stablecoin no XRP Ledger e na Ethereum servirá como um ponto de entrada crucial para desbloquear novas oportunidades para casos de uso institucionais e DeFi em vários ecossistemas".

"As capacidades nativas do XRP Ledger, incluindo uma exchange descentralizada e um market maker automatizado, foram construídas para utilizar o XRP como ativo-ponte. Trazer uma stablecoin confiável para o XRPL impulsionará mais adoção e desenvolvimento, contribuindo para um ecossistema vibrante", comentou a executiva.

A Ripple também promete uma série de benefícios com a stablecoin, incluindo um foco em soluções para nível empresarial e como forma de pagamento, citando uma "demanda dos clientes da Ripple em mercados emergentes para permitir pagamentos em stablecoin".

A empresa disse ainda que pretende ter um foco em transparência quanto às suas reservas que garantirão a paridade com o dólar e no cumprimento de regulações em diferentes países.

Brad Garlinghouse, CEO da Ripple, disse que o lançamento é "um passo natural para a Ripple continuar a preencher a lacuna entre as finanças tradicionais e as criptomoedas". "Essa mudança também é monumental para a comunidade XRP Ledger, gerando mais casos de uso, liquidez e oportunidades para desenvolvedores e usuários".

Já David Schwartz, chefe de tecnologia da Ripple, disse ao site The Block que o objetivo da empresa é competir com as stablecoins pareadas ao dólar que são líderes do mercado, a USDT e a USDC. Ele comentou que a empresa "adoraria usurpar a dominância da Tether [criadora da USDT]", vendo um espaço para ampliação de opções nesse segmento do mercado cripto.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:CriptoativosCriptomoedasDólar

Mais de Future of Money

Análise: mercado cripto retoma tendência de alta com dólar mais fraco e ETFs de ether no radar

Gala Games revela que perdeu R$ 1 bilhão em ataque: "fizemos uma confusão"

Bitcoin supera US$ 71 mil e ether dispara mais de 20% com aprovação de ETF no radar

Bitcoin bate recordes de preço no Japão, Argentina e Filipinas; entenda

Mais na Exame