Acompanhe:

Nesta terça-feira, 5, o Nubank anunciou uma série de novidades no seu serviço de negociação de criptomoedas. A fintech brasileira se diz otimista em relação aos potenciais da tecnologia blockchain e não quis ficar para trás de outros concorrentes que também investem no setor, como Itaú e BTG Pactual.

A partir de hoje, o Nubank disponibilizará gradualmente a negociação da stablecoin USDC aos seus clientes. O lançamento coloca o Nubank como uma das instituições financeiras que promove o acesso à dolarização através da tecnologia blockchain, já que a USDC é uma criptomoeda que acompanha o valor do dólar norte-americano.

  • O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Emitida pela Circle, a USDC é a segunda maior stablecoin do mercado, com capitalização de US$ 24,2 bilhões atualmente, de acordo com dados do CoinMarketCap. A disponibilização da USDC pelo Nubank “abre muitas possibilidades de caso de uso”, afirmou Thomaz Fortes, diretor executivo do Nubank Cripto em uma coletiva de imprensa nesta terça-feira, 5.

"A integração do USDC ao Nubank Cripto abre grandes oportunidades não apenas para o cliente interessado em ter este dólar digital em sua carteira. A partir desta oferta e das características do USDC da Circle, passamos a estudar possibilidades futuras de integração do Nubank Cripto também com outros serviços financeiros disponíveis em nosso app", disse Thomaz Fortes.

“Não é uma stablecoin algorítmica, ela tem lastro. Então estamos muito animados”, acrescentou o executivo. Em 2022, as stablecoins algorítmicas, que não possuem lastro e se baseiam na tecnologia blockchain para manter o seu valor pareado ao dólar, se tornaram um assunto polêmico no setor após o colapso da UST/LUNA.

Em um comunicado, Jeremy Allaire, CEO e cofundador da Circle, empresa por trás da USDC, afirmou que a parceria com o Nubank é um “passo importante em direção à construção do novo sistema financeiro digital”.
"Continuamos a presenciar uma forte demanda em toda a América Latina pelo acesso ao dólar digital, especialmente no Brasil, que tem se destacado como uma força motriz para o uso e adoção de criptomoedas na região", acrescentou.

Novas funções e parcerias

Relatando uma demanda por parte dos clientes, o Nubank Cripto adicionou novas funções à sua plataforma. Além de alertas de preço e compra programada, a partir do primeiro trimestre de 2024 os investidores de criptomoedas no Nubank poderão sacar e depositar seus ativos sem a necessidade de liquidar suas posições.

A fintech alega ter se baseado no perfil de seus investidores de criptomoedas para mapear o lançamento de novas funções e criptomoedas.

Segundo o Nubank, 24% do mercado cripto e 12% de sua base de investidores é composta de "cripto visionários". Tratam-se de investidores com foco no longo prazo que querem segurança, informação, experiência guiada, confiança, personalização, benefícios e conveniência.

Além disso, Thomaz Fortes afirmou acreditar que os "cripto visionários" são os evangelistas que vão ajudar a levar cripto para uma adoção em massa, já que confiam no potencial da tecnologia blockchain e suas mais diversas aplicabilidades que vão além, inclusive, do investimento em criptomoedas.

A fintech busca parcerias com empresas nativas do setor cripto para atender aos pedidos dos clientes. Além da Circle, o Nubank anunciou nesta terça-feira, 5, uma parceria com a Talos para o roteamento inteligente de provedores de liquidez.

A Fireblocks também colabora com o Nubank para o gerenciamento de operações de ativos digitais no blockchain e a Chainalysis, na análise de dados em blockchain para o desenvolvimento de soluções em conformidade regulatória e de segurança.

1,6 milhão de clientes e expectativas para 2024

Em 2023, o Nubank teve cerca de R$ 1,5 bilhão em volume transacionado com criptoativos e 1,6 milhão de clientes ativos investindo no setor.

Para 2024, a expectativa da fintech é continuar desenvolvendo soluções no setor em conformidade com a regulação vigente e colaborando no Drex, a moeda digital brasileira que está sendo desenvolvida pelo Banco Central.

Thomaz Fortes acredita que a economia do futuro será tokenizada e para isso, o Drex desempenhará um papel crucial. Para além da moeda digital, a intenção do BC é que o Drex seja uma "plataforma multiativos".

"Estamos focados em tokenização de título público no Drex. Estamos bastante otimistas sobre essa plataforma multiativo que o BC fala. A economia se digitalizar acho que vai vir muito dessa tecnologia que cria uma plataforma multiativos", disse o executivo em uma coletiva de imprensa.

Luan Fleck, líder sênior de produtos no Nubank, acrescentou que o Nubank está comprometido com os casos de uso do Drex, apoiando a tese já defendida pela CVM de que os ativos já nascerão digitais a partir de determinado momento.

"A gente ve no Drex uma oportunidade muito importante. A gente continua muito comprometido, o time Nu Cripto continua investindo em casos de uso. A gente acredita que os ativos ja nascerão digitais a partir de um determinado momento, mas a gente acha que em um primeiro momento muita coisa vai ser tokenizada. É natural que a gente queira participar desse processo de forma pioneira", disse.

O JEITO FÁCIL E SEGURO DE INVESTIR EM CRYPTO. Na Mynt você negocia em poucos cliques e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Compre as maiores cryptos do mundo em minutos direto pelo app. Clique aqui para abrir sua conta gratuita.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
JPMorgan diz que reguladores dos EUA tem "algum controle" da cripto USDT
Future of Money

JPMorgan diz que reguladores dos EUA tem "algum controle" da cripto USDT

Há 4 horas

Autor de Pai Rico, Pai Pobre diz que ouro vai cair e bitcoin disparar: ‘tome cuidado’
Future of Money

Autor de Pai Rico, Pai Pobre diz que ouro vai cair e bitcoin disparar: ‘tome cuidado’

Há 6 horas

Telefónica anuncia parceria com blockchain Chainlink para combater golpes na internet
Future of Money

Telefónica anuncia parceria com blockchain Chainlink para combater golpes na internet

Há 7 horas

Criptomoedas tiveram pouca participação no financiamento do Hamas, diz Tesouro dos EUA
Future of Money

Criptomoedas tiveram pouca participação no financiamento do Hamas, diz Tesouro dos EUA

Há 7 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais